Aumento de casos de covid-19 gera alertas para mais quatro regiões do RS - Notícias

Versão mobile

 
 

Sistema 3As26/05/2021 | 21h07Atualizada em 27/05/2021 | 09h35

Aumento de casos de covid-19 gera alertas para mais quatro regiões do RS

Gabinete de crise segue recomendação do GT Saúde para municípios das áreas de Caxias do Sul, Erechim, Pelotas e Santa Maria. Também foi emitido aviso para a região de Taquara

Aumento de casos de covid-19 gera alertas para mais quatro regiões do RS Jonatan Sarmento / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Jonatan Sarmento / Agencia RBS / Agencia RBS
GZH
GZH

O gabinete de crise emitiu alerta a quatro novas regiões Covid do Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (26). A decisão seguiu a recomendação do GT Saúde, que também emitiu um novo aviso. Com isso, o Estado passa a ter 12 regiões em alerta e sete com avisos.

Receberam alerta as regiões de Caxias do Sul, Erechim, Pelotas e Santa Maria. Os municípios foram notificados nesta tarde e terão o prazo de 48 horas para que apresentem um plano de ação.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

Para as regiões de Bagé e Santa Cruz do Sul foi enviado um segundo aviso — já haviam recebido um na semana passada. A região de Taquara, que ainda não tinha recebido nenhum, se une a essas duas. Segundo o governo, a localidade está com aumento no número de casos e houve redução na agilidade da vacinação na região.

As regiões de Capão da Canoa, Guaíba, Novo Hamburgo e Porto Alegre receberam avisos no sábado (22). E como a situação das quatro inspira cuidados,  continuarão monitoradas pelo GT Saúde. As prefeituras das cidades que pertencem às regiões foram informadas pela equipe da Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam).

As regiões de Cruz Alta, Ijuí, Passo Fundo, Santo Ângelo, Palmeira das Missões, Santa Rosa e Uruguaiana seguem com alerta. As localidades já apresentaram planos de ação com protocolos que devem estar adaptados à situação epidemiológica de cada uma. 

Na quinta-feira (27), o gabinete de crise fará uma reunião devolutiva com as regiões para falar sobre as medidas adotadas. Enquanto isso, a situação da pandemia está sendo monitorada em todas as regiões.

Leia também
Porto Alegre retoma aplicação da segunda dose da CoronaVac nesta quinta em três postos de saúde
RS tem mais de 377 mil pessoas com a segunda dose da CoronaVac atrasada
Mais de 40% dos idosos acima de 80 anos ainda precisam completar a vacinação contra a covid no RS 

MACRORREGIÃO SUL


Pelotas

A região de Pelotas apresentou incidência de 254,1 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 17,8% frente à anterior. Também apresentou taxa de mortalidade acumulada na semana de 8,08 óbitos por 100 mil habitantes na última semana, alta de 14,5% se comparada a anterior. É a sexta maior taxa do Estado, sendo 27,1% superior à média estadual.

Pelotas ainda apresentou aumento de 12,7% de internados em leitos clínicos, variação de 20 pacientes. Sendo assim, a região tem 177 internados com covid-19 em leitos clínicos. Em leitos de UTI, houve alta de 6,5% no número de internados, variação de sete pacientes. A região tem 115 internados por covid-19 em UTIs, o que praticamente representa o máximo atingido de 117 pacientes em 2 de maio. A taxa de ocupação é de 91%, com 18 leitos livres. É um número próximo do maior patamar de internados por covid-19 na região desde o início da pandemia.

Com o percentual de 9,9%, Pelotas apresenta a quarta menor proporção da população vacinada com segunda dose do Estado.

MACRORREGIÃO SERRA


Caxias do Sul

A região de Caxias do Sul apresentou incidência de 308,5 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 18,7% frente à semana anterior. É a 12ª maior incidência do Estado entre as 21 regiões covid-19 na última semana, sendo 14,6% superior à média estadual.

Ao longo da última semana, Caxias do Sul apresentou aumento de 7,8% internados em leitos clínicos, uma variação de 29 pacientes. Assim, a região tem 402 internados por covid-19 em leitos clínicos.

Em leitos de UTI, houve aumento de 7%, variação de 16 pacientes. Com isso, a região tem 243 internados por Covid-19 em UTIs e taxa de ocupação de 88,6%, com 43 leitos livres.

MACRORREGIÃO CENTRO-OESTE

Santa Maria

A região de Santa Maria apresentou incidência de 355,8 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 26,1% frente à semana anterior. É a 9ª maior incidência do Estado entre as 21 regiões covid-19 na última semana, sendo 32,1% superior à média estadual.

Santa Maria apresentou taxa de mortalidade acumulada de 9,11 óbitos por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 6,3% frente à semana anterior. É a quarta maior taxa de mortalidade recente do Estado entre as 21 regiões covid-19 na última semana, sendo 43,4% superior à média estadual.

A região de Santa Maria, ao longo da última semana, apresentou elevação de 10,7% internados em leitos clínicos, entre suspeitos e confirmados, variação de 23 pacientes. Com isso, a região tem 238 internados por covid-19 em leitos clínicos. Em leitos de UTI, a região apresentou aumento de 3,1% na última semana, uma variação de quatro pacientes. Sendo assim, a região tem 134 internados por covid-19 em UTIs e taxa de ocupação de 84,7%, com 32 leitos livres. Entre a reunião do GT Saúde e a deliberação do Gabinete de Crise, o número de internados subiu para 139 (86,1%).

O percentual de vacinação na região é 8,5%, a menor proporção da população vacinada com 2ª dose no Estado.

MACRORREGIÃO NORTE

Erechim

A região de Erechim apresentou incidência de 306,1 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 24,2% frente à anterior. Também apresentou taxa de mortalidade acumulada na semana de 4,72 óbitos por 100 mil habitantes na última semana, um aumento de 175,0% frente à anterior.

Além disso, houve um aumento de 44,6% de internados em leitos clínicos, entre suspeitos e confirmados, o que representa uma variação de 25 pacientes. Com isso, a região tem 81 internados por covid-19 em leitos clínicos.

Quanto aos internados em leitos de UTI, a região apresentou uma redução de 3%, variação de menos um paciente. São 32 internados por covid-19 em UTIs, e taxa de ocupação de 80,7%, com 11 leitos livres. A região está a apenas oito pacientes do maior número de internados por covid-19 desde o início da pandemia.

MACRORREGIÃO METROPOLITANA

Taquara

A região de Taquara recebeu um "aviso" porque apresentou incidência de 314,9 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 87,3% frente à semana anterior. Essa incidência representa a 10ª maior do Estado entre as 21 regiões covid-19 na última semana, sendo 16,9% superior à média estadual.

Além disso, a região apresentou taxa de mortalidade acumulada na última semana de 3,4 óbitos por 100 mil habitantes, um aumento de 33,3% frente à anterior.

Ao longo da última semana, Taquara teve elevação de 26,1% internados em leitos de UTI, entre suspeitos e confirmados, o que representa variação de seis pacientes. A região tem 29 internados por covid-19 em UTIs e taxa de ocupação de 36,7%, com 50 leitos livres.

No que diz respeito à vacinação, Taquara apresenta a terceira menor proporção, 9,8%, de toda a população vacinada com a segunda dose no Estado entre as 21 regiões covid-19.

REGIÕES COM ALERTA

  • Cachoeira do Sul
  • Caxias do Sul (novo Alerta)
  • Cruz Alta
  • Erechim (novo Alerta)
  • Ijuí
  • Palmeira das Missões
  • Passo Fundo
  • Pelotas (novo Alerta)
  • Santa Maria (novo Alerta)
  • Santa Rosa
  • Santo Ângelo
  • Uruguaiana

REGIÕES COM AVISO

  • Bagé (novo Aviso)
  • Capão da Canoa
  • Guaíba
  • Novo Hamburgo
  • Porto Alegre
  • Santa Cruz do Sul (novo Aviso)
  • Taquara (novo Aviso)
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros