Orquestra que atende estudantes da rede pública adquire 60 novos instrumentos - Notícias

Versão mobile

 
 

Villa-Lobos10/05/2021 | 05h00Atualizada em 10/05/2021 | 05h00

Orquestra que atende estudantes da rede pública adquire 60 novos instrumentos

São cavaquinhos, flautas e violinos, além de itens como notebook e uniformes, obtidos por meio da Lei Aldir Blanc

Orquestra que atende estudantes da rede pública adquire 60 novos instrumentos Divulgação / Divulgação/Divulgação
Kesya, oito anos, com as profes Patricia (D) e Eriadny, mostram as novidades Foto: Divulgação / Divulgação / Divulgação

Os dias de retomada da Orquestra Villa-Lobos (OVL) têm sido recompensadores para professores e alunos. Na semana passada, a entidade recebeu os materiais adquiridos graças a lei Aldir Blanc. O valor total de aquisição foi de R$ 71.936,69. O recurso foi repassado em janeiro, sendo feita a prestação de contas no mês passado. 

Foram adquiridos 233 acessórios, 300 uniformes, uma filmadora, um notebook e mil DVDs do espetáculo Paz & Amor. Mas, as grandes atrações são os instrumentos musicais. Com o repasse, foram adquiridos 60 instrumentos – cavaquinho, flautas doces, pratos, reco, rebolo, cabixi, carrilhão, blocos, surdo, violino, viola, violoncelos.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

A OVL ficou sem atender durante parte da pandemia. Com a crise, professores do projeto, boa parte ex-alunos, acabaram sendo desligados. Graças a uma vaquinha online, diversas doações colocaram a orquestra formada na Vila Mapa, na Lomba do Pinheiro, de volta no mapa. A parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Smed) foi suspensa, por isso as doações foram ainda mais necessárias. Criadora e coordenadora da orquestra nestes seus 29 anos de história, Cecília Rheingantz Silveira comemora as novas aquisições e adianta o possível retorno da parceria com a prefeitura:

– A projeção é voltarmos a atender 300 alunos quando ocorrer a volta às aulas presenciais. Começamos as tratativas com a Smed para a retomada da manutenção da orquestra.

Contagem

Neste ano, a Villa-Lobos está comemorando cada mês que passa com uma novidade. É a contagem regressiva para os 30 anos, que serão completados em abril do ano que vem. Mês passado, no aniversário de 29 anos, foi apresentada a nova identidade visual, que traz a sigla OVL. A marca busca congregar em um único signo a juventude dos aprendizes e a tradição do músico e educador brasileiro que inspira o nome da entidade: Heitor Villa-Lobos.

Leia também
Orquestra Villa-Lobos promove financiamento coletivo para não encerrar atividades
Após financiamento coletivo, Orquestra Villa-Lobos retoma atividades
Comunidades indígenas criam redes de apoio em meio à pandemia

– Inauguramos um novo tempo, ainda que enfrentando desafios, como ocorreu em 2020 por causa da pandemia. Nessa contagem regressiva para um aniversário tão significativo, também nos reinventamos – diz Cecília.

Reconhecimento

Ao longo de quase 30 anos, a orquestra já fez mais de 1,2 mil concertos, que foram assistidos por mais de 350 mil pessoas. Além disso, o programa recebeu menções importantes de instituições ligadas à música, à cultura e à educação, consolidando-se como uma das principais iniciativas da área no Brasil. O mais recente reconhecimento veio em novembro do ano passado quando, com Afrika, conquistou o Prêmio Açorianos de Música 2019-2020 na categoria Espetáculo do Ano.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros