Voluntários organizam doações para mães de área da Restinga Velha, na zona sul de Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

SOLIDARIEDADE05/05/2021 | 05h00Atualizada em 05/05/2021 | 16h44

Voluntários organizam doações para mães de área da Restinga Velha, na zona sul de Porto Alegre

Moradores do local são, na maioria, catadores de resíduos e pessoas que perderam o trabalho e a casa durante a pandemia.

Voluntários organizam doações para mães de área da Restinga Velha, na zona sul de Porto Alegre Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Uma pequena lembrança confeccionada para as mães Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Um grupo recém-criado que promove ações solidárias, da zona sul de Porto Alegre, precisa de ajuda para atender 200 famílias que vivem em uma área irregular na Restinga Velha, no bairro Restinga

No sábado, véspera do Dia das Mães, o grupo planeja distribuir cestas básicas aos moradores, além de agrados para as mães. Os moradores da região são, principalmente, catadores de resíduos ou pessoas que perderam o trabalho e a casa durante a pandemia. O projeto está ainda sendo organizado, mas a solidariedade não pode esperar, já que o número de necessitados só aumenta. A ideia de distribuir as cestas surgiu na época da Páscoa.

Leia mais
Novos passos: após vaquinha feita por família, Taylor realiza cirurgia
Com doações em queda, iniciativas lutam para matar a fome em comunidades
Paciente recuperado da covid doa carrinhos de oxigênio a hospital

Ao pedir ajuda para conseguir doces para as crianças, a educadora Marinelce Pivoto Nunes, 45 anos, a Mari, recebeu também doações de alimentos. O pedido se espalhou por condomínios e entre comerciantes e empresários da Zona Sul. O saldo foram 200 cestas básicas e 400 arranjos com guloseimas para as crianças.

Passado o evento, que teve até a presença de coelhos de pelúcia – Mari era um deles –, foi hora de pensar no futuro. Logo, começou a articulação para comemorar o Dia das Mães. O problema é a queda nas doações. Até o momento, há somente 100 cestas prontas. Faltam 100 para o próximo sábado. Enquanto recebe doações e monta as cestas básicas, Mari prepara ainda outra surpresa para o evento: confecciona flores de papel que serão entregues às mães junto com bombom e cartão de felicitações. 

– Trabalho em uma escola na região e, vendo diariamente a situação trágica em que vivem, decidi fazer alguma coisa. Toda ajuda é bem-vinda – diz Mari. 

Contato para ajuda e doações: Mari, no telefone (51) 98149-1342

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros