Ceee realiza substituição de Postes na zona sul da Capital - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso16/07/2021 | 09h00Atualizada em 16/07/2021 | 09h00

Ceee realiza substituição de Postes na zona sul da Capital

As estruturas de concreto foram colocadas no lugar, resolvendo o problema mostrado pelo DG na edição do dia 16 de junho.

Ceee realiza substituição de Postes na zona sul da Capital Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
De acordo com a Ceee foram, ao todo, 11 estruturas trocadas. Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Há cerca de dois anos, os moradores do Acesso O 2, no bairro Restinga, em Porto Alegre, conviviam com problemas nos antigos postes da rua. O problema foi resolvido pela Ceee na segunda-feira. Após uma vistoria realizada no local, no dia 12 de junho, a equipe técnica da companhia notou a necessidade de trocar os postes de madeira antigos da região. Eles eram os responsáveis por sustentar a fiação elétrica do local. Agora, estruturas de concreto foram colocadas no lugar, resolvendo o problema mostrado pelo DG na edição do dia 16 de junho.

Quem enfrentava o problema diariamente já sente a diferença, principalmente, quando se trata da segurança. Segundo o bancário Roni José da Silva, 59 anos, o medo de que algum acidente pudesse acontecer tomava conta dos moradores da região. As estacas de madeira estavam há 10 anos no espaço. Em 2019, a comunidade notou que algumas das estruturas antigas estavam prestes a desabar perto das casas. A vizinhança teve a ideia de suspender os postes com cordas provisórias.

Um incômodo que, há cerca de dois anos, preocupava os moradores do bairro Restinga, voltou a chamar a atenção da comunidade que vive no Acesso O 2, próximo à Unidade de Saúde Básica Quinta Unidade. O problema é sobre um poste que está prestes a cair, causando risco de queda próximo às casas da rua, na altura do número 411. <!-- NICAID(14805204) -->
Estrutura antes da trocaFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

De acordo com o morador, desde 2019, a comunidade buscava um retorno das Ceee para a troca dos postes. As reclamações eram relatadas inúmeras vezes ao portal da companhia. A batalha da comunidade também apareceu na seção Pede-se Providência, do DG. Em resposta à reportagem de junho, a Ceee informou que, após a vistoria técnica, confirmou-se a necessidade de substituição dos postes da via. A companhia informou, na época, que a troca estava programada para dali a 30 dias. 

Alívio

Com o serviço virando realidade, o sentimento é de alívio. E a comunidade espera que isso perdure.

–  A rua parece nova, um bairro novo, com a luz nova. Ficou muito bonito – elogia Roni. 

O bancário reforçou que, mesmo com a demora depois de anos de reclamações, o prazo estabelecido ao DG foi cumprido, com a manutenção sendo executada pela Ceee dentro dos 30 dias prometido na reportagem de junho. Roni garante que os vizinhos e toda comunidade que era afetada pelo problema estão satisfeitos com o serviço realizado.

– Gostamos do trabalho da Ceee. Os rapazes (equipe técnica) fizeram um ótimo serviço. Foi um grande problema resolvido – acrescenta. 

Serviço realizado em 11 pontos

Conforme a Ceee, “o serviço foi realizado no dia 12 de julho, quando foram substituídos 11 postes, sendo um deles com transformador”. 

Na nota enviada ao DG, a empresa informou que os trabalhos duraram cerca de 60 dias, incluindo “período de execução, desde a identificação da necessidade de manutenção até a conclusão do trabalho, respeitando o prazo legal para aviso de desligamento aos clientes”.



 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros