Dmae corrige tarifa de água e valor subirá 9,02% em Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

Aumento16/07/2021 | 17h53Atualizada em 16/07/2021 | 17h53

Dmae corrige tarifa de água e valor subirá 9,02% em Porto Alegre

Reajuste entra em vigor em 30 dias, e alteração repercutirá nas contas do mês de setembro

Dmae corrige tarifa de água e valor subirá 9,02% em Porto Alegre Porthus Junior / Agencia RBS/Agencia RBS
O novo valor entra em vigor em 30 dias, e a alteração repercutirá nas contas do mês setembro Foto: Porthus Junior / Agencia RBS / Agencia RBS

A tarifa de água e esgoto do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) subirá 9,02% na Capital. O reajuste foi publicado na quinta-feira (15) no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa) e equivale à reposição da inflação dos fornecedores do departamento.

Leia Mais
Após um mês, buraco na calçada é fechado em Porto Alegre

Obras do novo reservatório de água da zona sul de Porto Alegre entram na fase final

De acordo com o Dmae, o percentual não repercute em aumento tarifário real, mas recompõe a inflação necessária para que o departamento mantenha o mínimo de arrecadação para manter a execução dos serviços. O novo valor entra em vigor em 30 dias, e a alteração repercutirá nas contas do mês setembro.

O metro cúbico residencial passou de R$ 3,75 para R$ 4,09, uma diferença de R$ 0,34 por mil litros de água consumidos. O metro cúbico comercial e industrial, que era de R$ 4,27, agora será R$ 4,66. Para órgãos públicos, o valor era de R$ 7,18 e passa para R$ 8,18. Já a tarifa social, que era de R$ 27, passa a ser R$ 29,45 – valor total de água e esgoto com consumo de até 10 metros cúbicos por famílias em situação de baixa renda.

O último reajuste havia sido aplicado em fevereiro de 2020 e usava historicamente como base para cálculo o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), índice que não foi aplicado nesta correção.

Leia Mais
Ceee realiza substituição de Postes na zona sul da Capital
Porto Alegre amplia vacinação para mulheres a partir dos 35 anos nesta sexta-feira

— Os novos valores refletem apenas a reposição da inflação. O Dmae não tinha como aplicar um aumento real com base no IGP-M, que traria um reajuste de tarifa de 34,67% neste momento de pandemia. No entanto, para manutenção dos serviços, que são essenciais à população, precisamos trazer a recomposição da inflação, que no caso do Dmae traz a carga dos principais índices de custo de fornecedores: energia elétrica, produtos químicos, materiais de construção, entre outros — explica o diretor-geral do Dmae, Alexandre Garcia.

Os novos valores de serviços complementares, como de ligações de água e esgoto, podem ser conferidos no decreto 21.111.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros