Cachoeirinha completa seis dias sem recolhimento de lixo, e nova previsão é de que serviço seja retomado no sábado - Notícias

Versão mobile

 
 

Após operação do MP07/10/2021 | 20h17Atualizada em 07/10/2021 | 20h17

Cachoeirinha completa seis dias sem recolhimento de lixo, e nova previsão é de que serviço seja retomado no sábado

Contrato com empresa que fazia a coleta foi suspenso por decisão judicial em razão de investigação do Ministério Público

Cachoeirinha completa seis dias sem recolhimento de lixo, e nova previsão é de que serviço seja retomado no sábado Ronaldo Bernardi / Agencia RBS/Agencia RBS
Caminhões da nova empresa contratada devem chegar na sexta-feira (8) ao município Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS / Agencia RBS

Moradores de Cachoeirinha ainda terão de enfrentar o mau cheiro e a sujeira causados pelo acúmulo de lixo pelas ruas da cidade pelo menos até sábado (9). Essa é a nova previsão da prefeitura para que uma nova empresa comece a fazer o recolhimento dos resíduos.

A antiga prestadora do serviço teve o contrato suspenso por decisão judicial a pedido do Ministério Público. No dia 30 de setembro, foram deflagradas as operações Proximidade e Ousadia, resultando no afastamento dos cargos do prefeito, Miki Breier, do secretário da Fazenda, Elvis Sandro Valcarenghi, e de outros integrantes e ex-integrantes do Executivo municipal. Conforme a investigação, há um esquema de pagamento de propina por empresários a agentes públicos.

Na terça-feira (5), o prefeito em exercício, Maurício Cardoso, disse a GZH que a segunda colocada na licitação foi chamada e aceitou executar o serviço a partir de quarta (6). No entanto, de acordo com a secretária de Modernização Administrativa e Gestão de Pessoas, Aline Mello, a empresa informou que não teria condições financeiras para fazer um pagamento adiantado do aterro para onde o lixo será levado. Diante da negativa, a terceira colocada no certame foi chamada e deu a mesma justificativa.

Leia mais
Coleta de lixo em Cachoeirinha é suspensa após operação do MP
Alvo de operação do MP, prefeito de Cachoeirinha é afastado do cargo

— Então nós, da prefeitura, decidimos contratar o aterro e voltamos a entrar em contato com a segunda colocada, que, diante dessa informação, aceitou executar o serviço — explica Aline.

Segundo a secretária, a Ecsam Serviços Ambientais, com sede em Curitiba, informou que os caminhões devem sair nesta quinta (7) da capital paranaense para chegar na sexta-feira (8) a Cachoeirinha. Como será preciso fazer a contratação dos trabalhadores, a expectativa é que o recolhimento do lixo seja retomado no sábado.

Foram suspensos por decisão judicial os contratos com as empresas de coleta manual e mecanizada. Como a prefeitura vai firmar apenas um contrato, a mesma empresa vai recolher o lixo que é colocado em frente às casas e também nos contêineres. O contrato é provisório até realização de nova licitação. Um outro acordo está sendo providenciado para a coleta mecanizada.

Atualmente, três caminhões-caçamba da prefeitura percorrem ruas da cidade para recolher apenas os excessos, principalmente os resíduos que transbordam dos contêineres.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros