FGTAS cria plataforma para trabalhadores autônomos ofertarem seus serviços na Capital - Notícias

Versão mobile

 
 

Oportunidade30/10/2021 | 05h00Atualizada em 30/10/2021 | 05h00

FGTAS cria plataforma para trabalhadores autônomos ofertarem seus serviços na Capital

Entidade criou site e telefone para que autônomos possam se cadastrar e oferecer serviços. Vantagem é a gratuidade de taxas tanto para quem oferece quanto para quem contrata

FGTAS cria plataforma para trabalhadores autônomos ofertarem seus serviços na Capital Félix Zucco / Agencia RBS/Agencia RBS
Andreia conseguiu retomar faxinas com auxílio da plataforma Foto: Félix Zucco / Agencia RBS / Agencia RBS

O trabalho informal cresceu durante a pandemia, principalmente, como consequência do desemprego que atinge 14,1% dos brasileiros, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Leia mais
Uma nova vida para os moradores da antiga Vila Nazaré
Pessoas com deficiência testam acessibilidade do trecho 3 da Orla
Vizinhos acolhem cães que aguardam novas famílias 

Visando auxiliar na intermediação desta mão de obra autônoma, a Fundação Gaúcha do Trabalho e Assistência Social (FGTAS) resolveu criar uma plataforma para unir quem precisa de trabalho com quem tem oportunidades para oferecer. Batizado de Serviço de Atendimento ao Trabalhador Autônomo (SATA), o banco de dados entrou em ação no início do mês. 

A FGTAS possuía um serviço parecido há alguns anos, mas focado em diaristas. Agora, a ideia, conforme o coordenador da agência da FGTAS/Sine da Rua Montaury, no Centro Histórico, Paulo Diego Pinheiro, é ampliar o leque de serviços ofertados.

— Tínhamos esse serviço tocado pela parte de assistência social. Estamos ampliando para algo de trabalho, de oferecer mais oportunidades para quem precisa e opções para quem busca — pontua Paulo.

Gratuito

Os prestadores do antigo sistema foram recontatados e tiveram seus dados atualizados. Atualmente, são cerca de 100 cadastrados, boa parte ainda de diaristas e domésticas. Mas opções como cuidadores, pedreiros, eletricistas, encanadores e pintores também estão chegando. 

A plataforma tem semelhança com aplicativos já existentes no mercado, mas há uma diferença: é totalmente gratuita. Nem quem oferece nem quem contrata os serviços precisa repassar parte dos pagamentos para a FGTAS. Toda a intermediação é sem custo, gerando uma renda maior aos prestadores.

— Fazemos todo o cadastro e contato pelo WhatsApp, o que também gera economia. A pessoa só precisa vir aqui uma vez para assinar o termo de responsabilidade — conta Paulo.

Aliás, outro ponto positivo do serviço. Durante o cadastro, a FGTAS faz verificações para garantir a segurança e qualidade dos trabalhos prestados. Depois dos atendimentos, clientes e prestadores também respondem um questionário online avaliando os serviços. Futuramente, o objetivo é que os trabalhadores que tiverem melhor avaliação seja mais indicados para os trabalhos.

— Assim a gente presta um serviço de qualidade, oferecendo profissionais melhores avaliados para quem requisitar os serviços — garante o coordenador. 

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - 14.10.2021 - O Sine/FGTAS lançou um site chamado Serviço de Atendimento ao Trabalhador Autônomo (SATA). Profissionais autônomos, como faxineiros, diaristas, passadeiras, cuidador, pedreiro, eletricista, encanador e pintor podem se cadastrar. São profissionais com referência. Com a intermediação do SATA, quem tiver interesse, pode contratar um profissional autônomo que é responsável por seus encargos sociais. Na foto, Paulo Diego Pinheiro, coordenador da agência FGTAS/SINE Centro Histórico Montaury.  (Foto: Félix Zucco/Agencia RBS)<!-- NICAID(14915078) -->
Paulo coordena a agência da FGTAS na Rua Montaury, no centro da CapitalFoto: Félix Zucco / Agencia RBS

Clientes em menos de um mês

Moradora do bairro Restinga, na Zona Sul, a diarista Andréia Brito, 42 anos, integrava o antigo sistema da FGTAS. Em 2017, ela retornou para o mercado de trabalho formal, atuando na área de serviços gerais em algumas empresas. Entretanto, no começo da pandemia, acabou entrando na fila do desemprego. 

Com as oportunidades escassas, Andreia teve um ano difícil e estava com ainda mais dificuldade de conseguir diárias nos últimos meses. Entrou em contato com a FGTAS para saber se o antigo sistema ainda funcionava e recebeu a notícia da criação do SATA. Na nova base de dados, ela conta que, em menos de um mês, já tem duas clientes fixas para quem presta serviços como diarista.

— São pessoas de confiança também, que procuram a agência aqui há anos para conseguir prestadores de serviço — relata ela, citando que tem atendido clientes da mesma época em que usou o sistema pela primeira vez.

Andreia conta que a vantagem do trabalho autônomo, para ela, é receber o pagamento logo após a prestação do serviço, ainda mais na situação atual, de maior dificuldade econômica.

Saiba mais

/// Para se cadastrar como prestador ou contratar profissionais do SATA, o contato é com a FGTAS.

/// Por telefone, a ligação é pelo número (51) 3228-5855.

/// O atendimento também ocorre pelo WhatsApp, no (51) 98687-9431.

/// O horário de atendimento é das 8h às 17h.

/// Mais informações estão disponíveis no site do FGTAS.

Leia mais notícias do Diário Gaúcho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros