ONG em São Leopoldo planeja construir sede - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso11/10/2021 | 14h52Atualizada em 11/10/2021 | 16h31

ONG em São Leopoldo planeja construir sede

Entidade criou uma vaquinha online para a construção do espaço no bairro Santos Dumont

ONG em São Leopoldo planeja construir sede Arquivo Pessoal / Arquvio Pessoal/Arquvio Pessoal
O projeto começou a realizar carreatas bairros afora distribuindo lanches e presentes à gurizada e cestas básicas às famílias. Foto: Arquivo Pessoal / Arquvio Pessoal / Arquvio Pessoal

Nem mesmo a pandemia foi capaz de suspender as ações feitas pela ONG Grupo De Coração. A entidade de São Leopoldo atua no amparo de famílias em vulnerabilidade econômica e social e de pessoas em situação de rua. Mas quer mais: a fim de ampliar seus atendimentos, foi criada uma vaquinha online para a construção de uma sede no bairro Santos Dumont. 

Leia mais
Há sete anos, moradores cobram manutenção de rua em São Leopoldo
Em Viamão, faltam abrigos nas paradas da zona rural
Utilizada no tratamento de diversas doenças, imunoglobulina humana segue escassa em hospitais

O músico e presidente da ONG, Jader Pes, 35 anos, mantém o projeto desde 2017. No início, as ações ocorriam em lares de crianças e idosos, com distribuição de itens de limpeza, higiene pessoal, alimentos, brinquedos e oficinas de música. Porém, o grupo decidiu levar as ações também às crianças de comunidades de São Leopoldo:

– De 2018 para cá, atendemos só a esse público com eventos no Natal, Dia das Crianças, Páscoa, levando cachorros-quentes, refri, brinquedos e corte de cabelo. 

Segundo Jader, antes da pandemia, o projeto atendia cerca de mil crianças por mês. 

Novo olhar

Em 2020, a pandemia de coronavírus mudou a forma como o grupo trabalha. Para prosseguir com as oficinas, respeitando os protocolos sanitários, o projeto começou a realizar carreatas bairros afora distribuindo lanches e presentes à gurizada e cestas básicas às famílias. 

No entanto, Jader comenta que a iniciativa  queria, agora, oferecer nas segundas-feiras a Janta do Bem e cobertores aos moradores de rua que vivem nas regiões do município:

– Hoje as arrecadações de alimentos e embalagens são ganhos: pedimos na página do Facebook e em grupos de amigos de WhatsApp. Tudo é ganho e dessa forma vamos nos reunindo. O preparo das jantas começa às 15h de segunda-feira. 

Nem mesmo a pandemia foi capaz de suspender as ações feitas pela ong Grupo De Coração. A entidade de São Leopoldo atua no amparo de crianças, famílias em vulnerabilidade econômica e social e de pessoas em situação de rua. Mas o projeto quer mais, com o objetivo de ampliar seus atendimentos, foi criada uma vaquinha online para a construção da sede no bairro Santos Dumont. O músico e presidente do grupo, Jader Pes, 35 anos, mantém o trabalho do projeto desde 2017. Inicialmente, as ações eram realizadas em lares de crianças e idosos com a distribuição de itens de limpeza, higiene pessoal, alimentos, brinquedos e oficinas de música.<!-- NICAID(14891435) -->
Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Além do alimento oferecido, o grupo conversa com moradores para encaminhá-los aos abrigos de reabilitação:

– Levamos cobertores, roupas, alimentos, tentamos tirar essas pessoas das ruas. Não adianta só ir lá alimentar o morador de rua e deixar ele naquela situação. Nos esforçamos para tirar ele da rua e encaminhamos o irmão a um centro de recuperação que é parceiro do projeto. Pode ser de madrugada, se o morador de rua quer sair de lá, damos carona e o levamos – justifica. 

Leia mais notícias na seção Seu Problema é Nosso

Sede

Conforme o músico, as marmitas hoje são feitas na cozinha do CTG Grito da Liberdade. O objetivo agora é construir a sede própria para atender a comunidade com oficinas de música e caratê, além de adquirir uma Kombi para realizar a distribuição de marmitas e cestas básicas. 

– Hoje dependemos da cozinha do galpão para preparar as refeições – explica.

Neste ano, a associação de moradores do bairro Santos Dumont cedeu um terreno à ONG para a construção da sede do projeto. No entanto, com a falta de recursos, o grupo lançou uma vaquinha para dar início à construção do espaço e da compra da Kombi que custará R$ 50 mil. 

Para ajudar

// O Grupo de Coração é uma ONG sem fins lucrativos e depende de doações para se manter.

/// Para ajudar na construção da sede da entidade, acesse o link vaka.me/2301452, ou entre em contato com Jader pelo telefone (51) 99519-9067.


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros