Coroada nova Corte Oficial do Carnaval de Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

Carnaval 202212/12/2021 | 21h03Atualizada em 12/12/2021 | 21h03

Coroada nova Corte Oficial do Carnaval de Porto Alegre

 Edição deste ano apresenta novidades no regulamento como a retirada do limite máximo de idade

Coroada nova Corte Oficial do Carnaval de Porto Alegre Fatima Oliveira / UECGAPA/UECGAPA
Concurso ocorreu na Zona Norte da Capital Foto: Fatima Oliveira / UECGAPA / UECGAPA

No sábado, ocorreu a escolha da Corte do Carnaval de 2022 de Porto Alegre, no bairro Navegantes, na Zona Norte de Porto Alegre. A primeira coroação foi a do rei Momo, que segue sendo Ubirajara Borba da Silva, 41 anos, representante da Imperatriz Dona Leopoldina. A escolhida para ser rainha foi a auxiliar administrativa Kênya Regina Silveira Teixeira, 21 anos, que representou a GRES Filhos de Maria. 

Como primeira princesa foi coroada a professora Solange Nazário Medeiros Lobato, 38 anos, que representou a Academia de Samba Praiana, e a advogada Cássia Katherine Joaquim dos Santos da Silva, 30 anos, da Imperadores do Samba, é a segunda princesa.

O evento faz parte do cronograma do Carnaval 2022 na Capital. De acordo com a organização, o concurso deste ano contou com algumas novidades, como a escolha do Rei Momo, que agora não será mais reconduzido. Antes, se fosse do interesse das ligas, o Rei Momo era reconduzido todos os anos. De acordo com o novo regulamento, ele poderá ser reeleito, se concorrer, mas não será mais reconduzido. Outra atualização é a retirada de limite máximo de idade para as candidatas – que ainda precisam ter, no mínimo, 18 anos.

LEIA MAIS:
Paolla Oliveira exibe look transparente em ensaio da Grande Rio: "Que saudade eu estava"
Websérie reúne personagens que se dedicam há décadas ao Carnaval de Porto Alegre
Desfile das escolas de samba começa a ser planejado em Porto Alegre

Seleção

O time dos cinco jurados foi composto pelo secretário da cultura de Porto Alegre, Gunter Axt, a gestora pública e de eventos Liliana Cardoso, o advogado e carnavalesco Roberto de Souza, o estilista Alex Ray e o decorador e cenógrafo Sérgio Ávila. Durante a cerimônia, 23 candidatas a rainha e dois candidatos a rei Momo realizaram o desfile em duplas. Os quesitos avaliados foram a entrevista, que foi realizada na quinta-feira passada, e espírito carnavalesco samba no pé, que tem como objetivo avaliar charme na dança, beleza, simpatia e comunicabilidade com plateia.

Prêmios

A Corte recebeu faixa, coroa e flores, além de uma hospedagem em um hotel, na Serra gaúcha. As soberanas receberam ainda, harmonização facial e fantasias para participação em eventos durante o ano. Além da Corte oficial, foram escolhidos o 4º e o 5º lugar do concurso, que ficaram, respectivamente, com Thayná Dias da Rosa, representante da Escola Império do Sol, e Adriana Azevedo dos Santos, representante da Escola Acadêmicos da Orgia.

O concurso foi realizado pelas Ligas União das Entidades Carnavalescas de Todos os Grupos e Abrangentes de Porto Alegre (UECGAPA) e União das Escolas de Samba de Porto Alegre (UESPA), e teve apoio da prefeitura de Porto Alegre. 

LEIA MAIS
Saiba como será a vacinação nesta segunda-feira na Região Metropolitana
Queda na vacinação pode fazer voltar a poliomielite, eliminada no Brasil desde 1989

“Nosso maior desafio é vencer o preconceito”, afirma Rei Momo

Rainha Kênya Regina Silveira Teixeira, 21 anos<!-- NICAID(14966137) -->
Kênya celebrou a conquistaFoto: Fatima Oliveira / UECGAPA

De acordo com a rainha Kênya Regina Silveira Teixeira, a preparação para o concurso foi intensa. Ela conta que, durante todas as etapas, teve a oportunidade de aprender com as outras candidatas e de aprimorar ainda mais seus conhecimentos sobre a história do Carnaval. Além disso, o fato de ter sido escolhida para compor a Corte oficial nesta edição do concurso teve uma representação ainda mais especial, por se tratar do ano em que Porto Alegre comemora seus 250 anos e após o intervalo de dois anos dos desfiles na Capital.

Durante as apresentações, Kênya conta que fez questão de se divertir e de aproveitar aquele momento para demonstrar toda a alegria que sentiu:

– A ficha ainda não caiu, mas eu estou preparada. Carnaval é 90% responsabilidade e 10% folia. Então, fiz questão de mostrar toda essa alegria.

Para ela, o desafio da Corte oficial é demonstrar para todos os porto-alegrenses a alegria que é fazer parte do Carnaval. 

O rei Momo Ubirajara Borba da Silva, conhecido como Byra, conta que o sentimento que prevalece após o concurso é o de gratidão. Durante o evento, houve um momento em que o público ovacionou o rei do Carnaval com muitas palmas. Ele destaca que, naquele instante, teve a certeza de que estava fazendo o melhor pela comunidade carnavalesca. 

Além disso, segundo ele, essa é a hora em que todas as escolas de samba precisam estar unidas, para mostrar todo o encanto e toda garra que há no Carnaval de Porto Alegre.

– Nosso maior desafio é vencer o preconceito. Nós queremos e merecemos respeito – afirma.

Produção: Kênia Fialho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros