Porto Alegre ultrapassa 100% da população estimada para vacinação com a primeira dose - Notícias

Versão mobile

 
 

Imunização contra covid-1903/12/2021 | 21h13Atualizada em 05/12/2021 | 12h29

Porto Alegre ultrapassa 100% da população estimada para vacinação com a primeira dose

Sem exigência de comprovante de residência, moradores de outras cidades podem se vacinar na Capital

Porto Alegre ultrapassa 100% da população estimada para vacinação com a primeira dose Cristine Rochol / PMPA/Divulgação/PMPA/Divulgação
Foto: Cristine Rochol / PMPA/Divulgação / PMPA/Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre informou ter atingido, nesta sexta-feira (3), a marca de 1.219.502 vacinados com a primeira dose contra covid-19. Esse número equivale a 100,7% da população vacinável estimada (1.211.358) do município. A explicação para isso é que, desde setembro, não é mais exigida a apresentação do comprovante de residência, facilitando que moradores de outras cidades sejam vacinados nos postos da Capital.

LEIA MAIS
Vacinação contra a covid-19 será aplicada em dois pontos da Capital neste sábado
Com Ômicron, brasileiros devem completar esquema vacinal e privilegiar espaços abertos
Quais são as principais dúvidas envolvendo a Ômicron e as vacinas

O secretário municipal de Saúde, Mauro Sparta, destaca que o percentual ficou acima da estimativa porque a aplicação das vacinas estende-se também a moradores de outros municípios.

— Como vacinamos muitas pessoas de fora da Capital é possível que nem todos os porto-alegrenses acima de 12 anos tenham recebido a imunização. Por isso, seguiremos ofertando a primeira dose nos pontos de vacinação.

De acordo com os dados do Vacinômetro, são pouco mais de 1 milhão de pessoas com o esquema vacinal completo, o que corresponde a 90,1% da população acima de 12 anos.

A primeira dose está disponível para todas as pessoas com 12 anos ou mais. Já a segunda dose é oferecida para vacinados com Oxford/AstraZeneca e Pfizer/BioNTech há pelo menos oito semanas e CoronaVac/Butantan para vacinados há pelo menos 28 dias. Podem receber a dose de reforço pessoas com 18 anos ou mais vacinadas com a segunda dose há cinco meses e imunossuprimidos com a segunda dose há pelo menos 28 dias.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros