Três das cinco piscinas públicas de Porto Alegre seguem fechadas - Notícias

Versão mobile

 
 

Refresco no verão22/01/2022 | 05h00Atualizada em 22/01/2022 | 05h00

Três das cinco piscinas públicas de Porto Alegre seguem fechadas

Prefeitura abriu somente dois dos cinco espaços disponíveis na cidade. Promessa era que de todos locais abrissem juntos, mas três pontos enfrentam problemas

Três das cinco piscinas públicas de Porto Alegre seguem fechadas Ronaldo Bernardi / Agencia RBS/Agencia RBS
Piscina do Ceprima está com problema em motores Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS / Agencia RBS

É comum. Nem sempre a prefeitura consegue abrir todas as piscinas públicas no mesmo dia. Essa novela repetiu-se por alguns anos. Mas a demora para que os cinco locais disponíveis funcionassem de maneira conjunta não costumava ser grande. Neste ano, entretanto, já são quase 20 dias desde a abertura das piscinas de dois pontos, no Centro de Comunidade Vila Ingá (Cevi) e Centro da Comunidade Parque Madepinho (Cecopam). 

Leia mais
Como foi o primeiro fim de semana de reabertura das piscinas públicas de Porto Alegre
Após quase dois anos, piscinas públicas de Porto Alegre serão reabertas no dia 4 de janeiro
Raio X de Belém Novo e Lami, as únicas praias balneáveis de Porto Alegre

Outros três espaços, porém, seguem sem receber público para banho e outras atividades aquáticas. São as piscinas do Centro Comunitário Primeiro de Maio (Ceprima), do Centro de Comunidade Restinga (Cecores) e do Centro de Comunidade da Vila Floresta (Cecoflor). 

Na metade de dezembro passado, o então titular da Secretaria Municipal de  Esportes, Lazer e Juventude (SMELJ), Antônio Carlos de Oliveira Pereira, o Kiko, garantiu que a prefeitura abriria os cinco espaços de maneira conjunta. Kiko, que é judoca, deixou o cargo no início deste mês. Ele foi convidado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para comandar a seleção brasileira de judô até os Jogos Olímpicos de Paris, em 2024. 

Na hora de encher as piscinas, notou-se que nem todas estavam aptas a funcionar. Era algo esperado. Por mais que a prefeitura tenha alegado que a manutenção foi mantida, os equipamentos ficaram parados por dois anos — a última abertura havia sido no início de 2020, antes da pandemia chegar com força ao país, em março daquele ano. 

Reparos

Conforme a assessoria de imprensa da SMELJ, faltam algumas peças que precisam ser repostas nas piscinas que estão fechadas ainda. A pasta afirma que os materiais "já foram solicitados durante o ano de 2021 e que está havendo muita demora nas entregas". Atual titular da SMELJ, a secretária Débora Garcia explica melhor os problemas de cada um dos espaços. 

No Ceprima, o problema está em dois motores que auxiliam no funcionamento da piscina. Como ficaram desligados por muito tempo, os equipamentos estavam "travados", diz a secretária. Eles foram retirados e levados para conserto, o que deve ser concluído em até 15 dias. No Cecoflor, um cano de retorno da piscina precisa ser trocado, pois está quebrado. A previsão para o serviço é a mesma do Ceprima. O caso mais perto de conclusão é o do Cecores.

— Na Restinga também era um problema de motor, mas já foi consertado. A piscina está praticamente pronta para abrir, faltam apenas pequenos detalhes que estamos ajustando — diz Débora.

Além das cinco piscinas que abrem normalmente, a Capital tem outros dois centros de comunidade que também contam com o equipamento. Porém, já há alguns anos estes espaços deixaram de ser utilizados em razão de problemas estruturais de difícil solução. São as piscinas do Cegeb, no bairro Medianeira, e do Cecove, no bairro Sarandi. 

Como funcionam os espaços

O serviço é disponibilizado de forma gratuita para a comunidade porto-alegrense. Os locais oferecem serviços como hidroginástica, dança na água, natação e banho livre. Se alguma pessoa se destacar durante as aulas de natação, é feito o encaminhamento para o projeto Social Esporte Clube, que tem como objetivo direcionar os talentos para os clubes esportivos.

Devido à pandemia, são adotadas medidas sanitárias, como uso obrigatório de máscara de proteção facial, espaçamento na fila e restrição do número de pessoas nos vestiários para evitar aglomerações. O horário de funcionamento é das 8h30min às 18h30min.

Onde ficam as piscinas

As que abrem anualmente

/// Cecores: Avenida Nilo Wulff, s/n°, bairro Restinga

/// Cecoflor: Rua Irene Capponi Santiago, 290, bairro Cristo Redentor

/// Cecopam: Rua Arroio Grande, 50, bairro Cavalhada

/// Ceprima: Rua Camoati, 64, bairro Santa Maria Goretti

/// Cevi: Rua Papa Pio XII, 129-335, Vila Ingá/Passo das Pedras

As que não abrem mais

/// Cegeb: Rua Coronel Neves, 555, bairro Medianeira

/// Cecove: Rua Paulo Gomes de Oliveira, 200, bairro Sarandi

Leia mais notícias do Diário Gaúcho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros