Grupo gaúcho investe em documentário sobre a vida noturna no cenário do hip hop - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Estrelas da Periferia27/12/2016 | 07h03Atualizada em 27/12/2016 | 07h03

Grupo gaúcho investe em documentário sobre a vida noturna no cenário do hip hop

Duplamente, em parceria com rapper Kbid, percorre o Estado em turnê e lança web doc, que fala do cenário no gênero por aqui.  

Grupo gaúcho investe em documentário sobre a vida noturna no cenário do hip hop Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Apaixonados pelo rap, mas cientes da dificuldade de investir no gênero no Rio Grande do Sul - um estado com mais tradição em bandas de pagode e música nativista - os integrantes do duo Duplamente, do Bairro Belém Novo, na Zona Sul da Capital, resolveram expandir seus horizontes e criar um projeto paralelo, o Peso Bruto Tour, com o rapper Kabid, morador de Osório.

Conheça outras histórias de Estrelas da Periferia

— O Duplamente existe há cinco anos. Como a gente sempre soube da dificuldade de fazer hip hop por aqui, chamamos o Kabid para alguns shows. Gravamos uma música e deu tão certo que a gente criou esse projeto paralelo. Mas o Kabid é  um integrante do Duplamente, de tão certo que a coisa deu. Juntou a experiência dele com a nossa — explica Pietro, 25 anos, que fundou o Duplamente com o amigo Noia, 24.

Na estrada há cerca de um ano e meio, o trio já fez uma agenda respeitável em shows em cidades como Bento Gonçalves, Xangri-lá, Caxias do Sul e em Porto Alegre. Muitas das canções tem como tema a vida noturna no cenário do hip hop no Rio Grande do Sul. Com faixas bem-produzidas como Nega, Rua 3 e De Futuro, o projeto também vai ganhar uma web série, no YouTube do projeto.

— Até a metade de 2017, pretendemos lançar o primeiro CD. A gente teve essa ideia para fazer uma junção de públicos, do Kabid com o nosso. O legal é que todos trabalhem pelo fortalecimento do cenário aqui — explica Pietro.

Gaúchos do Rafuagi celebram sucesso de turnê pela Europa

A atual turnê deve seguir até a metade de 2017, sempre unindo canções compostas por Pietro, Noia e Kabid. Os músicos afirmam que já tem faixas suficientes para o próximo CD, mas a criatividade anda tão solta que eles não descartam gravar mais músicas.

— Cada um escreve um pouco, e a gente vai somando tudo. Quando vê, dá uma música _ afirma Pietro.Pitaco de quem entende 11024655

Leia mais sobre famosos e entretenimento

Markinhos, vocalista do grupo Vírus do Samba, fala do som do grupo Duplamente:

— Som com uma batida moderna, letra inteligente. É um bom rap, misturado com pop. O Duplamente lembra o 509E, grupo paulista que fez história nos anos 90. Parabéns pelas músicas, muito bem-produzidas. 

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros