Roberto Carlos surpreende e canta "Quero que Vá Tudo pro Inferno" depois de 30 anos - Entretenimento - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Especial de fim de ano24/12/2016 | 11h48Atualizada em 24/12/2016 | 12h02

Roberto Carlos surpreende e canta "Quero que Vá Tudo pro Inferno" depois de 30 anos

Cantor creditou a exclusão ao transtorno obsessivo compulsivo

Roberto Carlos surpreende e canta "Quero que Vá Tudo pro Inferno" depois de 30 anos Mauricio Fidalgo/TV Globo/Divulgação
Foto: Mauricio Fidalgo / TV Globo/Divulgação

Foram necessários cerca de 30 anos para que Roberto Carlos voltasse a incluir no seu repertório a música "Quero que Vá Tudo pro Inferno". Desde a década de 80, a canção de 1965 não fazia mais parte do setlist do cantor, que não conseguia pronunciar "a palavra maldita".

— Não me lembro mais quando foi a última vez que cantei essa música. Faz muito tempo realmente. De repente os amigos insistiram e comecei a tratar o TOC (transtorno obsessivo compulsivo). Melhorei um pouco e ensaiei cantando pela metade, mas aí tratei mais um pouco e resolvi cantar tudo — falou o rei.

Leia mais:
Após brigas, família Camargo se separa no Natal pela primeira vez
Felipe Tito posta vídeo em vestiário e acaba mostrando homem pelado ao fundo

A surpresa foi o ápice da apresentação, que é praticamente o mesma desde 1974. Participaram da atração nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Marisa Monte e Zeca Pagodinho. Além da música, outro destaque ficou por conta da presença internacional de Jennifer Lopez.


ef='https://www.facebook.com/diariogaucho/'>Diário Gaúcho


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros