Letícia Braga: carreira de gente grande - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Especial05/08/2017 | 12h02Atualizada em 06/08/2017 | 08h43

Letícia Braga: carreira de gente grande

Atriz, estrela da série que virou filme, Detetives do Prédio Azul e que já esteve em novelas como A Força do Querer, tem rotina de ator consagrado, e precisa conciliar uma carreira consolidada, sua infância e a escola. 

Letícia Braga: carreira de gente grande divulgação/divulgação
Letícia: currículo de estrela  Foto: divulgação / divulgação

Aos 12 anos, Letícia Braga, que estreou na tevê aos oito, na Record, já tem rotina de gente grande. Enquanto o vencedor do The Voice Kids e o funkeiro adolescente da Restinga fazem shows mais locais e alternam entre a correria e momentos de calmaria, a vida que a menina leva é de atriz profissional. O ritmo e as exigências aumentam conforme a dimensão que o trabalho alcança.

Descubra como é o dia a dia de crianças artistas e como elas lidam com a infância x carreira
Maisa: gota d'água após tanta exposição 
VÍDEO: Confira a rotina de dois jovens talentos gaúchos

Recentemente, ela foi a Nanda mais nova, irmã de Alice (Sophie Charlotte), na supersérie da TV Globo Os Dias Eram Assim. Agora, integra o elenco de Detetives do Prédio Azul (D.P.A), no Gloob, e pode ser vista no cinema, no filme da série. 

Com o elenco de D.P.A Foto: Daniel Chiacos / Divulgação

Antes disso, viveu a Aninha, filha de Kiki (Deborah Evelyn) e Zé Maria (Tony Ramos), na novela das nove A Regra do Jogo (2015), e atuou na minissérie Justiça (2016).

Com Tony Ramos e Deborah Evelyn, em A Regra do Jogo Foto: Extra / Extra

— Como as gravações são à tarde e à noite (das 13h às 21h, de segunda a sexta-feira), e estudo de manhã, acaba sendo corrido. Depois da aula, vou pra casa, tomo um banho, troco de roupa, almoço e já tenho que sair. Às vezes, quando dá tempo, faço o dever de casa antes de ir para o Gloob — explica, por telefone, do Rio de Janeiro, a atriz, que está no sétimo ano do ensino fundamental.

Letícia Braga e Sophie Charlotte posam nos bastidores de supersérie
"Os Dias Eram Assim" relembra décadas difíceis da história do Brasil

Limites e formação

Diferentemente de Thomas e HV, que têm suas horas de lazer em casa, durante à tarde ou pela manhã, para não deixar de brincar, Letícia conta que aproveita os intervalos entre as gravações e os da escola. No set do Gloob, localizado na Cidade Maravilhosa, casinhas, patinetes, bicicletas e patins acabam virando a sua distração:

Porque hoje foi dia de repor as energias, as vitaminas e o amor! #diadefolga #curtindomuito #aproveitandoodomingo #lagoa #sol #emfamília #FotoByMamãe

Uma publicação compartilhada por Leticia Braga Oficial (@leticiabragaoficial) em

Arraiá do Gloob! @mundogloob #arraiadogloob

Uma publicação compartilhada por Leticia Braga Oficial (@leticiabragaoficial) em

— E adoro brincar de pega-pega!

Madura nas respostas, ela admite que sente falta de algumas atividades que as colegas não famosas fazem. Como os trabalhos em grupo, que acontecem no turno inverso às aulas.

— Sinto falta disso e de ir a lugares que não posso ir por causa das minhas gravações — afirma a atriz, deixando claro à reportagem:

— Mas não é muita (falta), não! Gosto bastante da minha rotina.

A mãe, Gabrielle Braga, é quem a leva para os compromissos na tevê, todos os dias.

— Ela faz de tudo para me ajudar — reconhece Letícia.

Preparadora de elenco do Gloob que atua com a garota nos sets, Luisa Thiré reforça a importância de os pais estarem sempre junto com os filhos nesta função toda.

— Por isso, a família deve pensar muito antes de investir neste caminho. Criança famosa virou febre — observa a profissional da emissora infantil.

Há 18 anos treinando atores nos sets, Luisa reconhece que a rotina da turminha não é moleza:

— Em todo momento que dá para correr, brincar, tem que deixar. Muitas vezes, a criança tem uma jornada maior do que a nossa, com aulas de segunda a sexta e gravações direto. Todo o cuidado é pouco para não sobrecarregar o dia a dia.

— É importante não a "adultizar" em relação às responsabilidades — destaca a psicóloga Francielli.

Sem privilégios

Decorar tantos textos para gravar deixou a memória de Letícia afiada para as tarefas da escola, ainda que com um porém.

— Como eu sei que não terei tanto tempo para estudar em casa, presto bastante atenção em aula — revela a aluna dedicada, que prefere não ter fãs, mas, sim, colegas e amigos no colégio:

— Gosto quando eles me tratam como uma criança "normal". Ninguém fica me tietando.

Este, aliás, deve ser o ideal.

— É importante que a criança (famosa) não tenha espaços privilegiados, que siga as mesmas regras. Senão, pode achar que o mundo gira em torno dela e desenvolver baixa tolerância à frustração — avisa a psicóloga.

Como toda criança cheia de sonhos, Letícia sabe bem o que deseja ser e fazer quando crescer.

Ela, Ele e Eu! Os dias foram assim! Muito amor envolvido! @osdiaseramassimoficial @gshow @sophiecharlotte1 #osdiaseramassim #LeticiaBraganaTV #Nanda #ElaEleeEu

Uma publicação compartilhada por Leticia Braga Oficial (@leticiabragaoficial) em

— Quero ganhar um Oscar, ir para os Estados Unidos e fazer faculdade de Artes Cênicas — decreta.

Mais delicado

Estar atenta a situações típicas da instabilidade dos atores mirins é tarefa diária de Luisa nos sets.

— Uma está em prova, ou foi reprovada na escola. A outra arrancou o dente, ou brigou com a mãe. Crianças têm dificuldade de separar vida profissional da pessoal — conta a preparadora de elenco, atuando quase como psicóloga antes de os seus baixinhos entrarem em cena.

Mas, chegada a hora do "gravando!", não tem birra.

— A criança tem que estar pronta para fazer a cena de qualquer maneira, com o texto decorado. Não tem "não quero". Agora, vai querer com amor e com brincadeira. Precisa ter essa delicadeza. Aí é que mora o mais delicado — admite.

Leia mais sobre famosos e entretenimento

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros