Globo anuncia saída de William Waack um mês depois de vídeo com ofensas racistas - Entretenimento

Versão mobile

 

Fora da TV26/12/2017 | 08h10Atualizada em 26/12/2017 | 08h10

Globo anuncia saída de William Waack um mês depois de vídeo com ofensas racistas

Emissora emitiu nota oficial confirmando a rescisão de contrato com o jornalista

Globo anuncia saída de William Waack um mês depois de vídeo com ofensas racistas Globo / Reprodução/Reprodução
Foto: Globo / Reprodução / Reprodução
GaúchaZH
GaúchaZH

A Globo anunciou a rescisão de contrato com o jornalista William Waack, que apresentava o Jornal da Globo, depois da divulgação de um vídeo na internet no qual o apresentador foi flagrado proferindo ofensas racistas. As imagens circulam nas redes sociais há mais de um mês. 

O jornalista estava afastado do telejornal desde 8 de novembro.  Nesta sexta-feira (22), a emissora comunicou que a empresa e o jornalista "decidiram que o melhor caminho a seguir é o encerramento consensual do contrato de prestação de serviços que mantinham".  O texto foi assinado por Ali Kamel, diretor de Jornalismo da TV Globo, e pelo próprio Waack (leia abaixo).

Leia mais
William Waack é afastado do "Jornal da Globo"
#ÉCoisadePreto viraliza no Twitter após polêmica de William Waack
Manoel Soares: William Waack está tendo uma "semana de preto"

O vídeo de bastidores foi gravado durante a cobertura das últimas eleições presidenciais americanas, em 2016, e mostra Waack fazendo comentários de cunho racista.  Após o vazamento, a Globo decidiu afastar o jornalista "até que a situação fosse esclarecida".  À época, o jornalista disse não se lembrar do episódio – o áudio do vídeo não é claro –, mas pediu "sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação". 

O comando do Jornal da Globo ficará a cargo de Renata Lo Prete, que já atua como interina de Waack na bancada. A jornalista também assume definitivamente a apresentação do Painel da Globo News. A dança das cadeiras inclui ainda Heraldo Pereira, que passa a comandar o Jornal das Dez da Globo News.  

Leia a nota oficial:  

Em relação ao vídeo que circulou na internet a partir do dia 8 de novembro de 2017, William Waack reitera que nem ali nem em nenhum outro momento de sua vida teve o objetivo de protagonizar ofensas raciais. Repudia de forma absoluta o racismo, nunca compactuou com esse sentimento abjeto e sempre lutou por uma sociedade inclusiva e que respeite as diferenças. Pede desculpas a quem se sentiu ofendido, pois todos merecem o seu respeito. ​A TV Globo e o jornalista decidiram que o melhor caminho a seguir é o encerramento consensual do contrato de prestação de serviços que mantinham. ​A TV Globo reafirma seu repúdio ao racismo em todas as suas formas e manifestações. E reitera a excelência profissional de Waack e a imensa contribuição dele ao jornalismo da TV Globo e ao brasileiro. E a ele agradece os anos de colaboração.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros