Sem proteção, sempre há chance de gravidez - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Falando de Sexo17/07/2019 | 20h00Atualizada em 17/07/2019 | 20h00

Sem proteção, sempre há chance de gravidez

Em uma relação sexual sem o uso da camisinha ou da pílula anticoncepcional, mesmo com coito interrompido, há chances de gravidez

Andrea Alves e Lucia Pesca

Moro em Portugal e encontrei a página de vocês na internet. Desde então, passei a segui-la. Hoje, sou eu a ter uma dúvida: sempre que eu e o meu marido transamos, o sêmen escorre pela minha vagina. Há a sensação de que não fica nada dentro de mim. Gostaria de saber se isso pode interferir em uma futura gravidez.


falando de sexo, novo card.
Foto: Reprodução / Reprodução

Amiga internauta, é bom saber que nossas colunas cruzam o oceano. 

O sêmen sempre acha caminhos para percorrer. Você teve sorte, até hoje, de não ter engravidado. 

Como já falamos na coluna de ontem, a forma mais comum de a mulher engravidar é quando há uma relação sexual com penetração e sem a utilização de método anticoncepcional. Outras formas de contato sexual, embora com menor risco, também trazem alguma chance de gravidez. 

Sabe quais são? Em primeiro lugar, há a situação que você acabou de contar: quando o homem ejacula perto da entrada da vagina, e o sêmen escorre tanto para dentro quanto para alguma região próxima a essa entrada. Outra possibilidade é a relação com penetração, mas  com a ejaculação fora da vagina, que é chamada de coito interrompido.

Leia outras colunas

Fique atenta!

Em ambas as situações, o sêmen pode escorrer para o interior do órgão, e os espermatozoides têm a possibilidade de progredir em seu trajeto. A quantidade de esperma é bem menor do que na ejaculação que ocorre no interior do corpo da mulher, mas é preciso dizer que ela existe! Além do risco da gravidez indesejada, essas duas formas de relação sexual também trazem a chance de você contrair uma doença sexualmente transmissível (DST). 

O ideal é você procurar um ginecologista que faça uma avaliação real dos riscos e que peça exames se achar necessário.  

Daqui para a frente, tente temperar esses momentos mais quentes do sexo (se você não quer engravidar) com um pouco mais de cuidado. Não é difícil: use camisinha e escolha, em conjunto com o seu médico, um método anticoncepcional que se adapte a você.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca