Morre no HPS um dos baleados dentro de danceteria em Porto Alegre - Polícia

Versão mobile

 
 

Bairro Santana03/11/2014 | 12h25Atualizada em 03/11/2014 | 15h08

Morre no HPS um dos baleados dentro de danceteria em Porto Alegre

Jovem de 19 anos entrou no hospital em estado grave e morreu por volta das 10h

Morre no HPS um dos baleados dentro de danceteria em Porto Alegre Carlos Macedo/Agencia RBS
Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

O Hospital de Pronto Socorro (HPS) confirmou, no final da manhã desta segunda-feira, a morte de um dos jovens baleados dentro da Stuttgart Danceteria, no bairro Santana, em Porto Alegre, durante a madrugada.

Tiago Querubim Silveira, 19 anos, havia dado entrada no HPS em estado grave e, depois de ter passado pelo bloco cirúrgico, aguardava leito na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas não resistiu aos ferimentos.

Até o meio-dia, seis pessoas seguiam internadas na instituição — de acordo com a assessoria de imprensa, nenhuma em estado grave. Quatro feridos foram liberados.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho


Pistola e munições foram encontradas | Foto: Carlos Macedo, Agência RBS

Detidos no bairro Agronomia são investigados

A Polícia Civil investiga se cinco detidos após confronto com a Brigada Militar na Agronomia têm relação com o tiroteio dentro da boate, que deixou pelo menos 17 pessoas feridas. Os homens foram encaminhados ao Palácio da Polícia, onde, às 10h30min, era lavrado o flagrante. Em seguida, o delegado responsável pela ocorrência colheria os depoimentos e o auto de prisão seria enviado ao Poder Judiciário, que deve decidir se os suspeitos permanecem presos ou não.

A Brigada Militar, chamada à Stuttgart logo após a troca de tiros, acredita que o caso tenha sido motivado por uma rixa entre duas gangues: uma da Agronomia e outra da Avenida Princesa Isabel. Conforme informações da corporação, dois ou três homens entraram atirando no local e depois fugiram. Uma pistola 380 e munições foram encontradas em um Palio branco que estava em um estacionamento ao lado da boate.

Segundo a danceteria, o porteiro foi rendido e, na sequência, começou o tiroteio. A casa informa que as portas de emergência foram liberadas para os frequentadores deixarem o prédio o mais rápido possível, e policiais militares foram acionados. A Stuttgart também salienta que é feita uma revista rigorosa na entrada.

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros