Policia vai indiciar suspeito de matar quatro pessoas da mesma família na Restinga - Polícia

Versão mobile

 
 

Avanço nas investigações 14/08/2015 | 12h34

Policia vai indiciar suspeito de matar quatro pessoas da mesma família na Restinga

Investigadores apresentaram novas provas incriminando Claudiomar do Nascimento da Rosa

Policia vai indiciar suspeito de matar quatro pessoas da mesma família na Restinga Eduardo Torres/Diário Gaúcho
Foto: Eduardo Torres / Diário Gaúcho

A polícia vai indiciar Claudiomar do Nascimento da Rosa, de 24 anos, como autor da chacina que vitimou quatro pessoas da mesma família na madrugada de sábado, no bairro Restinga, zona sul de Porto Alegre.

Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, os investigadores apresentaram novos recursos que colocaram o suspeito no local do crime. Ainda nesta sexta-feira, a polícia solicitará à justiça a prisão preventiva — Claudiomar já está preso temporariamente.
 
— Às 21 horas e 56 min de sexta-feira, Claudiomar utilizou o celular de Sandra Regina Farias, uma das vítimas, para fazer uma ligação — afirma o delegado Adriano Melgaço, responsável pelas investigações.

A polícia quebrou o sigilo telefônico do suspeito e usou informações de operadoras de celular para comprovar o fato.

Uma testemunha já havia informado à polícia que Sandra estava em casa na hora do telefonema.

Prova

Segundo o Instituto Geral de Perícias (IGP), um pacote de aveia foi a prova definitiva para determinar a presença do Claudiomar na casa no momento do crime. Na caixinha de papelão, foram encontradas as digitais de dois dedos. A caixa teria sido usado pelo suspeito para dar início ao fogo no quarto e na cozinha para tentar apagar as provas do crime.

Logo depois de atear fogo, segundo a polícia, Claudiomar saiu da casa. Os vizinhos acionaram os bombeiros que apagaram o incêndio. Em meio ao material queimado, a polícia encontrou o pacote, que não estava completamente destruído, o que possibilitou a análise das digitais.

O suspeito segue negando o crime e diz não esteve no local.

O inquérito ainda não foi encerrado, mas alguns resultados da perícia ainda são aguardados.

As vitimas

Sandra Regina Fim, 63 anos
Mãe de cinco filhos, dentre eles, Lauren, dedicava a maior parte do tempo à família. Natural de Porto Alegre, foi enfermeira na Santa Casa e em clínicas particulares e, no momento, estava aposentada. Nas últimas férias de julho, passou cerca de uma semana com o neto Gregory em Bento Gonçalves na casa de um dos filhos, que viajou a Porto Alegre assim que foi informado do crime.

Lauren Fim, 28 anos
Mãe dedicada, fazia tudo para agradar o filho, Gregory, segundo a ex-cunhada Isabel Silva. Trabalhava como atendente em uma loja do aeroporto Salgado Filho. Conforme Isabel, mantinha um bom relacionamento com o pai da criança.




Vitória Fim Rodrigues, 17 anos
A jovem, que faria 18 anos neste domingo, era neta de Sandra. Trabalhava há dois anos em uma lanchonete de um shopping na Zona Sul e havia sido promovida a gerente. Morava com a tia Lauren no local há dois meses e, juntas, compravam itens para mobiliar a casa.

Gregory Fim, 6 anos
Apaixonado por videogame e pelo Homem-Aranha, o menino era filho de Lauren e completaria 7 anos no próximo dia 18. Para comemorar a data, Lauren e Isabel, irmã do pai do menino, planejavam levá-lo ao cinema para assistir Minions e depois cantariam parabéns com um bolo. A avó já havia comprado a roupa para o menino usar no dia.

Leia mais noticias do dia
Curta a nossa pagina no Facebook

* Diário Gaúcho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros