Carro levado de mulher assassinada em São Leopoldo é encontrado em Sapucaia - Polícia - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Latrocínio09/02/2016 | 14h34

Carro levado de mulher assassinada em São Leopoldo é encontrado em Sapucaia

Veículo estava abandonado no Bairro São Jorge. Andréa Costa da Silva, 53 anos, foi morta a tiros ao tentar escapar de assalto no Centro de São Leopoldo

Carro levado de mulher assassinada em São Leopoldo é encontrado em Sapucaia Eduardo Torres/Diário Gaúcho
Andréa era funcionária pública e deixa duas filhas Foto: Eduardo Torres / Diário Gaúcho
A polícia já tem ao menos uma pista que pode levar aos criminosos que assassinaram a funcionária pública Andréa Costa da Silva, 53 anos, durante um assalto no Centro de São Leopoldo pouco antes das 22h de segunda. O carro dela, um Voyage prata, foi encontrado abandonado no Bairro São Jorge, em Sapucaia do Sul, indicando que essa possa ter sido a rota de fuga da dupla que a atacou.

Andréa foi morta no momento em que deixava a filha, de 15 anos, na casa de uma amiga, de 14 anos, na Rua São Domingo. Elas acabavam de voltar da praia de Curumim.

Leia mais notícias sobre latrocínios
Leia mais notícias sobre roubos


— Aqui, quando anoitece acontece de tudo, infelizmente. A minha nora viveu aqui durante 20 anos e pensava que nada aconteceria. Mas hoje em dia, é triste. Ninguém está livre — desabafou a sogra dela, Terezinha da Silva, 77 anos, que mora ao lado do local onde a funcionária do INSS foi morta.

Homem é morto a tiros em tentativa de assalto em Gravataí

Ela ainda estava na calçada quando dois jovens que a polícia suspeita fossem adolescentes se aproximaram. Alertada pela filha, Andréa ainda tentou puxar as duas meninas para dentro do carro e fugir, mas não teve tempo. Os criminosos anunciaram o roubo e, provavelmente diante da reação, um deles disparou duas vezes. Um dos tiros atingiu a axila esquerda de Andréa e foi fatal.

Eles levaram o Voyage e um terceiro bandido fugiu no Meriva branco em que eles chegaram ao local do crime.

— A minha neta ficou desesperada, sacudia os braços da mãe, e depois ficou em choque. A gente não consegue entender um absurdo como esse com uma pessoa tão faceira como a Andréa. Estamos todos muito tristes — contou a sogra.

Andréa era casada há 30 anos e deixa duas filhas, de 15 e 21 anos. O caso é apurado pela 1ª DP de São Leopoldo, que ainda nesta terça começou a ouvir testemunhas do crime.

Leia mais notícias do dia

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros