Assassinato em bar na Vila Jardim deixa polícia em alerta para represálias - Polícia - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Violência30/06/2016 | 08h59

Assassinato em bar na Vila Jardim deixa polícia em alerta para represálias

Marco Aurélio Ramirez, 53 anos, foi morto na noite de quarta. Ele era pai de traficante considerado integrante da facção dos Bala na Cara. Boatos sobre vingança amedrontam a região 

Um novo capítulo na guerra entre facções rivais na Zona Leste de Porto Alegre mantém a polícia em alerta desde a noite de quarta-feira. Por volta das 19h30min, Marco Aurélio Ramirez, 53 anos, foi morto a tiros por um homem que teria se aproximado dele a pé quando estava sentado próximo a um bar entre a Rua Souza Lobo e a Avenida Saturnino de Brito, no Bairro Vila Jardim. A motivação do crime ainda é apurada pela 5ª DHPP, mas as consequências dele já foram sentidas pela comunidade durante a noite.

Leia mais:
Como nasce uma facção: entenda o surgimento dos principais rivais dos Bala na Cara
Polícia investiga quem encomendou morte de líder dos Bala na Cara
Guerra do tráfico na Zona Leste de Porto Alegre mata um por dia em janeiro


É que Marco Aurélio era pai de Roberson Machado Ramirez, 31 anos, que atualmente cumpre pena por tráfico de drogas em regime domiciliar. Conforme os investigadores, Roberson seria integrante da facção dos Bala na Cara, atualmente em guerra contra o grupo aliado à quadrilha dos V7, que controla a maior parte do tráfico na Vila Jardim.

Horas depois do homicídio, pelas redes sociais já se espalhava a informação de um suposto toque de recolher no bairro por temor de uma possível represália. Desde então, não foram registrados homicídios na região.

Leia mais notícias do dia

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros