"Angélica gritava muito", diz mulher do piloto do avião que levava família Huck - Notícias

Versão mobile

 
 

Depois do susto24/05/2015 | 18h24

"Angélica gritava muito", diz mulher do piloto do avião que levava família Huck

Piloto revelou que a bomba de combustível do avião entupiu.

"Angélica gritava muito", diz mulher do piloto do avião que levava família Huck Gabriel Nascimento/Gshow/Divulgação
Foto: Gabriel Nascimento / Gshow/Divulgação

Lucilene Gonçalves, mulher do piloto do avião que levava Luciano Huck, Angélicae os três filhos do casal, além de duas babás e o copiloto, disse ao EGO que o marido, Osmar Frattini, 52, 30 anos de experiência e mais de nove mil horas de voo. Segundo ela, ele constatou que a bomba de combustível havia entupido, saiu do trajeto que estava fazendo, rumo ao aeroporto de Campo Grande, em busca de um lugar onde pudesse fazer o pouso de emergência.

- Ele procurou um lugar bom porque estava sobrevoando uma serra. Ele é muito tranquilo, experiente, e manteve a calma. Quem ficou muito nervosa foi a Angélica, que gritava muito", contou Lucilene. "Meu marido salvou todo mundo, é um herói - afirmou.

O piloto do avião afirmou ao G1 que a aeronave sofreu uma falha na bomba de combustível. O comandante explicou que a falha aconteceu quando sobrevoava a Serra de Maracaju. Ele então procurou uma área de pastagem e fez o pouso forçado. 

 - Deus ajudou. Não podia baixar o trem de pouso - afirmou.

Leia mais sobre famosos e entretenimento

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros