Devido à greve, pelo menos 54 escolas particulares cancelam aulas nesta sexta-feira no RS; veja lista - Notícias

Versão mobile

 
 

Fique atento27/04/2017 | 11h05Atualizada em 27/04/2017 | 20h06

Devido à greve, pelo menos 54 escolas particulares cancelam aulas nesta sexta-feira no RS; veja lista

Protesto nacional está previsto para o dia 28

Devido à greve, pelo menos 54 escolas particulares cancelam aulas nesta sexta-feira no RS; veja lista /Agencia RBS
Foto: Agencia RBS
Zero Hora
Zero Hora

Devido à paralisação de professores anunciada para esta sexta-feira, dia em que está prevista uma greve geral no país, parte das escolas particulares gaúchas anunciou cancelamento de aulas.

Conforme o Sindicato do Ensino Privado (Sinepe-RS), entidade que representa 350 instituições no Estado, pelo menos 55 informaram nesta quinta-feira que não terão aulas (veja a lista completa abaixo). Inicialmente, a entidade havia apontado 57 escolas, mas havia duas repetidas na lista, por isso o número foi corrigido. Levantamento do Sindicato dos Professores de Ensino Privado (Sinpro-RS) mostra que 74,6% dos educadores pretender aderir à paralisação.

Leia mais:
Greve geral: veja o que pode parar na sexta-feira no RS
Federação das indústrias do RS critica "grevismo de minorias"
Governo teme que manifestações do dia 28 contaminem reformas

Algumas escolas da Capital já estão comunicando pais de alunos a respeito da suspensão das atividades por e-mail ou grupos de WhatsApp. A recomendação do Sinepe é para que aqueles que não tiverem informações liguem para as respectivas escolas para saber se haverá aula ou não.

Quanto às universidades particulares, a maioria delas anunciou que as atividades serão mantidas, mas que os estudantes que não conseguirem comparecer à aula não serão prejudicados. A Universidade de Cruz Alta (Unicruz) confirmou, em nota, que "não terá expedientes pedagógico e administrativo" na sexta-feira.

Escolas que informaram que não terão aula na sexta-feira:

Alegrete

Escola Vida

Barra do Ribeiro

Colégio São José

Cachoeirinha

Escola São Francisco
Colégio Inédi

Canoas

Colégio Concórdia
Colégio La Salle Canoas
Colégio La Salle Niterói

Capão da Canoa

Instituto de Educação Divina Providência

Caxias do Sul

Colégios La Salle Carmo
Madre Imilda
São João Batista
São José
São José do Capivari
São Carlos
Murialdo Ana Rech
Murialdo Centro
Escolas Jesus Bom Pastor — Pastorinhas
Santa Maria Goretti
La Salle Caxias

Cerro Largo

La Salle Medianeira

Encantado

Colégio Mário Quintana  

Esteio

La Salle Esteio

Gravataí

Escola São Francisco

Guaíba

Escola Padre Eichenberg

Ijuí

Colégio Evangélico Augusto Pestana (CEAP)

Porto Alegre

Colégio Santa Doroteia
Escola Rainha do Brasil
Instituto de Educação São Francisco
Escola São Francisco Santa Fé
Escola São Francisco Zona Sul
Escola São Francisco Santa Família
Escola São Francisco Menino Deus
Colégio Anchieta
Colégio Santa Inês
Colégio São Luiz Guanela
Colégio Maria Imaculada
Colégio Santa Teresa de Jesus
Instituição Educacional São Judas Tadeu
Fundação Escola Superior do Ministério Público
Colégio Americano
Colégio Dom Bosco

Rio Grande

Colégio Salesiano
Colégio Sagrado Coração de Jesus
Escola Cristo Rei
Colégio São Luiz Gonzaga
Educandário Coração de Maria
Colégio Albert Einstein

Santa Cruz do Sul

Casa da Criança

Santa Rosa

Colégio Santa Rosa de Lima
Fema Escola

Santa Vitória do Palmar

Colégio São Carlos

Santo Ângelo

Colégio Teresa Verzeri
Colégio Cnec Sepé Tiarajú
Colégio Teresa Verzeri

Sapucaia do Sul

La Salle Sapucaia

Veja como vai ser nas instituições públicas:

Rede estadual

— O Cpers-Sindicato decidiu, no conselho geral, que não haverá aula nas escolas estaduais na sexta-feira, mas isso dependerá da mobilização dos professores.
— Nas últimas greves anunciadas pela entidade, a adesão foi restrita.

Rede municipal

— Sindicatos vinculados a professores e funcionários de escolas municipais em cidades como Porto Alegre e Canoas decidiram pela adesão à greve.
— Como no caso do Cpers, paralisações dependerão do nível de mobilização dos professores.

Ensino superior

— Estão previstas paralisações e atos em instituições como a Universidade Estadual do RS (UERGS), a Universidade de Cruz Alta (Unicruz) e a Universidade de Passo Fundo (UPF).
— O Sindicato dos Técnico-Administrativos da UFRGS, da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) convocou a categoria a aderir.
— A Associação de Docentes da UFRGS (Adufrgs) também decidiu apoiar a greve. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros