Justiça suspende volta às aulas presenciais na rede municipal de Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

Ensino público25/02/2021 | 08h44Atualizada em 25/02/2021 | 08h44

Justiça suspende volta às aulas presenciais na rede municipal de Porto Alegre

Secretaria da Educação afirmou que acatará a decisão, assinada pela juíza Rada Maria Zaman

Justiça suspende volta às aulas presenciais na rede municipal de Porto Alegre Lauro Alves / Agencia RBS/Agencia RBS
Na quarta-feira, escolas de Educação Infantil começaram a ser abertas na Capital Foto: Lauro Alves / Agencia RBS / Agencia RBS

A Justiça determinou, nesta quinta-feira (25), a suspensão das aulas de forma presencial nas escolas da rede municipal de Porto Alegre. Procurada por GZH, a Secretaria da Educação afirmou que acatará a decisão.

A juíza Rada Maria Zaman, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Porto Alegre, deferiu a concessão de uma tutela provisória a pedido do Sindicato dos Municipários da Capital, e determinou a suspensão das aulas presenciais enquanto vigorar a bandeira preta na região.

Segundo a magistrada, a decisão é válida mesmo com a flexibilização de protocolos — deste terça-feira (23), a cidade adotou regras da bandeira vermelha no modelo de distanciamento controlado. Na decisão, Rada Maria cita a situação das UTIs no Estado e o risco à saúde dos envolvidos no retorno às escolas.

Para esta quinta-feira, estava prevista a volta às aulas dos alunos do primeiro ano do Ensino Fundamental. Na quarta-feira (24), começaram a ser abertas as escolas de Educação Infantil.

Segundo a Secretaria Municipal da Educação, 90% das escolas começaram a abrir os portões, mas a maioria sem receber alunos. O percentual de comparecimento ficou em menos de 20%.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros