Lelê Bortholacci: a atuação pífia do Inter na Serra - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão colorada03/05/2021 | 07h00Atualizada em 03/05/2021 | 07h00

Lelê Bortholacci: a atuação pífia do Inter na Serra

Miguel Ángel Ramírez tem um problemão para resolver se quiser chegar à final do Gauchão

Lelê Bortholacci: a atuação pífia do Inter na Serra Marcelo Casagrande / Agencia RBS/Agencia RBS
Inter perdeu para o Juventude, por 1 a 0, na tarde deste domingo (2), na Montanha dos Vinhedos Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Em um gramado que torna a prática do futebol bem mais complicada e contra uma marcação muito eficiente do Juventude, já seria difícil algo positivo acontecer. Sem criatividade nenhuma, aí fica impossível.

O time da Serra, que nada tem a ver com isso, aproveitou a vantagem de saber bem o que melhor funciona em um gramado ruim como o da Montanha dos Vinhedos, evitou rolar a bola e criou as melhores chances, vencendo justamente e deixando o Inter na obrigação de reverter a situação no jogo da volta.

Se a inoperância do meio-campo neste domingo (2) se explica pelo piso, tudo pode ser diferente no próximo sábado (8). Se ela foi causada pela marcação do Juventude, Miguel Ángel Ramírez tem um problemão para resolver se quiser chegar à final do Gauchão.

Leia mais
Inter perde para o Juventude na Serra e precisará reverter desvantagem no Beira-Rio
Cotação GZH: veja as notas dos jogadores do Inter na derrota para o Juventude
Jogadores do Inter reclamam do gramado na derrota para o Juventude: "Lamentável"

Guerrero de saída?

Se tem alguém que não pode reclamar do tratamento que recebeu do Inter, é Paolo Guerrero. Foi ele mesmo que disse isso, após o episódio do doping. Mais uma longa parada, desta vez por lesão, e novamente o clube ao seu lado o tempo inteiro. Enquanto conseguiu entregar seu futebol, muitos gols, poucos deles decisivos. Em clássicos, a marca constrangedora de nenhum gol marcado. 

O breve resumo dessa relação mostra que, se há interesse do jogador em rescindir o contrato, isso parte de quem mais recebeu do que entregou. Acrescente a isso o histórico de saídas tumultuadas de outros clubes e fica bem fácil de entender o que está acontecendo.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros