Jovem morto com sete tiros no Higienópolis "parecia nervoso e preocupado nos dias que antecederam crime", diz pai - Polícia

Versão mobile

 
 

Porto Alegre13/04/2021 | 07h00Atualizada em 13/04/2021 | 07h00

Jovem morto com sete tiros no Higienópolis "parecia nervoso e preocupado nos dias que antecederam crime", diz pai

Polícia acredita que Marcelo Nunes Marques, 22 anos, tenha sido alvo de uma emboscada e que assassinato pode ter relação com o tráfico de drogas

Jovem morto com sete tiros no Higienópolis "parecia nervoso e preocupado nos dias que antecederam crime", diz pai Marco Favero / Agencia RBS/Agencia RBS
Homicídio aconteceu na sexta-feira (9) na Rua Eduardo Chartier, próximo à Avenida Plínio Brasil Milano, zona norte de Porto Alegre Foto: Marco Favero / Agencia RBS / Agencia RBS

Morto com sete tiros a três quadras de casa, Marcelo Nunes Marques, 22 anos, foi vítima de uma execução no bairro Higienópolis, zona norte de Porto Alegre, na tarde da última sexta-feira (12). A principal hipótese da Polícia Civil é de que o crime tenha sido uma emboscada. Imagens de câmeras de segurança apontam que Marques trafegava na Rua Eduardo Chartier em um Kia Sportage quando o veículo parou, um homem entrou e eles ficaram conversando. Em seguida um segundo criminoso chegou e, sem ingressar no carro, disparou contra o condutor. Os suspeitos usavam um Ford Ka Sedan de cor prata.

A polícia analisa diversas imagens para chegar aos suspeitos, mas não dá detalhes da investigação. Segundo a titular da 2ª Delegacia de Homicídios, delegada Roberta Bertoldo, a principal linha de investigação é a possível relação da vítima com o tráfico de drogas. Também é apurado se Marques teria ligação com organização criminosa.

O CASO
Homem é morto a tiros no bairro Higienópolis, em Porto Alegre
Polícia investiga relação de assassinato de jovem dentro de carro no bairro Higienópolis com o tráfico

O jovem não trabalhava e, segundo a família, cursava o Ensino Médio. É o filho mais velho de pais separados. Nasceu e cresceu no bairro Higienópolis. Atualmente estava solteiro e morava com os avós maternos em uma travessa de pouco movimento no bairro da Zona Norte. Segundo a polícia, o veículo onde Marques foi morto era da vítima. O pai, o pintor  Daniel Alves Marques, 43 anos, afirma que o filho não tinha inimigos.

— Perder um filho com 22 anos é muito triste. Era um guri normal, calmo, brincalhão. Não tinha maldade nenhuma na vida. Não tinha rixa com ninguém. Se dava bem com tudo mundo.

Polícia divulga imagem de carro usado por criminosos que mataram homem dentro de carro no bairro Higienópolis <!-- NICAID(14754974) -->
Polícia divulga foto, obtida por meio de imagens de câmeras de segurança, de carro usado pelos criminososFoto: Polícia Civil / Reprodução

Alves estava trabalhando no mesmo bairro quando recebeu a ligação do filho caçula contando sobre o crime. Foi até o local e reconheceu Marques. Conforme o relato do familiar, o jovem parecia nervoso e com preocupações nos dias que antecederam sua morte. O pai já deu depoimento à polícia e a partir desta segunda-feira (12) a 2ª DHPP vai intimar outros parentes de Marques e testemunhas que estavam na Rua Eduardo Chartier no momento do crime.

No sábado (10), a polícia divulgou uma foto do carro usado pelos suspeitos. Quem tiver informações sobre o crime pode entrar em contato com a polícia pelo telefone 0800 642 0121.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros