Deixar o feijão no vinagre elimina bactéria? Entenda a mensagem que circula no WhatsApp - Informações sobre finanças, guias e outras utilidades no Diário Gaúcho

Sua saúde03/10/2016 | 18h50Atualizada em 04/10/2016 | 17h55

Deixar o feijão no vinagre elimina bactéria? Entenda a mensagem que circula no WhatsApp

Boato avisa que somente o vinagre seria capaz de exterminar uma bactéria presente nos grãos. Veja por que isso é mentira.

Imagine o perigo do feijão, uma das presenças mais frequentes no prato dos brasileiros, carregar uma bactéria capaz de fazer mal ao consumidor. Arrepiante, não?

Leia mais:
Saiba guardar bem os alimentos na cozinha e aumentar a durabilidade
Já ouviu falar do golpe do paciente na UTI? Saiba como se proteger

Mas é isso que circula em redes sociais e em grupos no WhatsApp. E qual seria a solução? Deixar de molho no vinagre antes do cozimento.

Acontece que a mesma mensagem circula, com variações, desde 2010. Isso porque, naquele ano, as lavouras de feijão de São Paulo sofreram com bactéria que afetava a produtividade, e melhoramentos genéticos eram estudados. Mas nada relacionado ao consumo humano.

No ano passado, um boato espalhou que pessoas haviam morrido em São Paulo ao ingerir larvas contaminadas no feijão. Nenhuma autoridade confirmou qualquer caso, e a Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) se manifestou sobre o assunto.

– Uma larva qualquer, a pessoa vai mastigar, engolir, e vai virar comida. Comemos larvas de goiaba, por exemplo, e não acontece nada. Trabalho com alimentos há 18 anos e para mim seria uma coisa nova – disse Carlos Alberto Nogueira de Almeida, médico nutrólogo e membro da Abran.

A variação do boato deste ano esquece a larva e fala na bactéria. Ainda assim, não encontra amparo na realidade. Segundo a nutricionista Fernanda da Luz, o processo de cozimento já é suficiente para matar bactérias e impedir infecções. 

– A salmonela, por exemplo. Se você cozinhar o ovo e ingeri-lo, não vai acontecer nada porque o processo mata a bactéria. O perigo está em consumir o ovo cru. Isso também se aplica ao feijão, ainda mais por ser cozido em panela de pressão, em altas temperaturas – afirma ela.

Além disso, o vinagre, por 15 minutos, não conseguiria penetrar no feijão cru, onde uma bactéria supostamente tão potente deveria estar, pondera a nutricionista. Mesmo com todas as marcas de um boato, a mensagem sobre o feijão reforça um cuidado importante: lavar bem e evitar ingerir alimentos crus seguem como ações para prevenir intoxicações alimentares. 


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • jjsvoficial

    jjsvoficial

    JJSV#VOTEJJSV Nomes da Música Nacional 2016 do Diário Gaúcho #JJSV VOTAR: https://t.co/6Tz2q37aUA https://t.co/6BcDMrqHbKhá 2 horas Retweet
  • brancosbr

    brancosbr

    renato brancoCanguru Nocauteado... https://t.co/xacIk5zTKZ via @diario_gauchohá 3 horas Retweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros