Na contramão da crise, Alvorada tem mais contratações do que demissões em 2015 - Notícias

Versão mobile

 
 

Mercado de trabalho27/11/2015 | 07h10

Na contramão da crise, Alvorada tem mais contratações do que demissões em 2015

Município é o único na Região Metropolitana que teve mais empregados do que demitidos de janeiro a outubro deste ano. O saldo positivo é de 1.436 oportunidades

Na contramão da crise, Alvorada tem mais contratações do que demissões em 2015 Félix Zucco/Agencia RBS
Celso Gomes trabalha na construção do Shopping de Alvorada Foto: Félix Zucco / Agencia RBS
Manoela Tomasi - Especial

Uma boa notícia alegra e enche de esperança os alvoradenses. Indo na contramão de muitas cidades brasileiras, o número de empregados na cidade de Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre, está crescendo. Mesmo com a crise econômica no país, que fez com que mais de 169 mil brasileiros perdessem o emprego formal apenas no mês de outubro, queda de -0,42% em relação a setembro, em Alvorada a cidade fechou o mês com 1.225 pessoas a mais recebendo salário, aumento de 6,85%.

Metalúrgicos perdem 53,8 mil empregos no RS em um ano

De acordo com dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), desde setembro o município está em primeiro lugar no ranking de "Evolução do emprego formal em municípios com mais de 30 mil habitantes do Rio Grande do Sul".

Jornada de uma desempregada: 8km a pé em busca de trabalho

O saldo de empregados de janeiro a outubro deste ano em Alvorada é de 1.436, 8% a mais, única cidade da Região Metropolitana que está com número positivo. No Estado, houve uma perda de mais de 58,7 mil trabalhadores nos primeiros dez meses deste ano, uma variação de -2,19%.

Em Alvorada, o setor que alavancou o número de vagas foi a construção civil. Só nesta área, o saldo, entre empregados e desempregados, durante os dez meses do ano, ficou em 1.890.

Conforme o prefeito Sergio Bertoldi, o "boom" de empregos ocorreu por conta de construções que estão sendo feitas na cidade que devem ser entregues no ano que vem, como um shopping, um centro cultural e de esportes, três postos de saúde, um instituto federal e mais de mil casas populares.

— Estamos com muitos projetos de parceria público-privada que começaram a ser projetados em 2013. Além de gerar empregos a curto prazo, acreditamos que irá desenvolver a cidade e empregar ainda mais pessoas futuramente. Temos mais construções de moradias a vista, por exemplo — afirma o prefeito.

Sorte de estar trabalhando

Os sortudos que conseguiram um emprego em plena crise financeira só têm a comemorar as oportunidades. Os funcionários da obra Praça Alvorada Shopping Center, único da cidade, reconhecem a sorte. Para Rodrigo Silva Teixeira, 32 anos, servente de obra, a contratação em junho significou um recomeço.

— Fiquei quatro meses desempregado, foi muito ruim. Agora, posso arcar com as contas e, além disso, em dezembro vou buscar meus dois filhos que moram no Pará para morar aqui comigo. É muito bom poder realizar este sonho — comemora.

O xará, Rodrigo Melo da Silva, 38 anos, carpinteiro, largou o emprego em carga e descarga para trabalhar na obra.

— Eu vi que aqui teria uma oportunidade melhor e mais estável. Consigo cuidar da minha família, minha esposa e os cinco filhos. Espero que outras coisas também encontrem um sustento — diz Rodrigo.

O auxiliar de produção Celso Gomes, 39, chegou a ficar um mês desempregado depois que largou o serviço como segurança.

— Meu irmão me avisou que o pessoal aqui estava contratando, na hora eu trouxe meu currículo. Não demorou muito para me chamarem, foi um alívio — conta.

Leia mais notícias do Espaço do Trabalhador

Segundo Leonardo Gemerasca, gerente administrativo da Nacional Engenharia, empresa responsável pelo empreendimento, de acordo com o andamento da obra, mais pessoas serão necessárias. Por isso, é provável que em fevereiro e março do ano que vem, mais umas 300 pessoas devam ser contratadas para a fase final da obra. 

— O mercado da construção civil no Brasil deu uma estagnada. Nesta contramão, este shopping é um dos muitos projetos que temos para a Região Metropolitana, felizmente.

Leia outras notícias de Alvorada

Banco de Oportunidades

Para divulgar as novas vagas de emprego e aproximar empresas de quem está procurando um trabalho, a prefeitura criou há duas semanas o Banco de Oportunidades, um sistema dentro do site da prefeitura para que interessados, empregado e empregador, se cadastrem e encontrem emprego. Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luciano Garcia, há um trabalho intenso sendo feito para que o município se desenvolva.

— Está na nossa hora de crescer, o povo está com vontade e estamos com esta grande oportunidade — fala o secretário.

Segundo ele, três novas empresas se instalaram este ano na cidade e outras nove estão por chegar.

— A tendência é continuar com números de empregos lá em cima. Pelos projetos que temos, o ano que vem deve ser também positivo para Alvorada.

Leia outras notícias do dia

Empregos em Alvorada

- Apesar de não ter vagas abertas no momento, quem quiser tentar uma oportunidade para os próximos meses na Nacional Engenharia, pode deixar currículo no local, na Rua Elpídio Correia da Silveira, ou então encaminhar por e-mail para nacional@nacionaleng.com.br. É necessário ter o primeiro grau completo.

- Na Agência FGTAS/SINE de Alvorada, há sete vagas: doméstica, serviços gerais, porteiro, Vagas para Pessoas com Deficiência, administrativo, serviços gerais e produção.

- No Banco de Oportunidades (http://bancodeoportunidade.alvorada.rs.gov.br/index.php) há 60 Vagas para Pessoas com Deficiência, uma para programador web, auxiliar administrativo e encarregado.

Curta nossa página no Facebook

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros