Banda gaúcha lança campanha para ajudar deficiente visual a voltar a enxergar - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Solidariedade30/06/2016 | 21h11Atualizada em 01/07/2016 | 09h35

Banda gaúcha lança campanha para ajudar deficiente visual a voltar a enxergar

Jana perdeu a visão dos dois olhos quando já era adulta e precisa de uma cirurgia realizada apenas no Exterior

Banda gaúcha lança campanha para ajudar deficiente visual a voltar a enxergar Facebook / Reprodução/Reprodução
Janaína nasceu sem a perna esquerda e perdeu a visão quando já era adulta por conta de uma catarata congênita Foto: Facebook / Reprodução / Reprodução

A história da francesa radicada no Brasil Janaína Sá Brito, 42 anos, mobilizou uma rede de solidariedade encabeçada pelo jornalista Rodrigo Albornoz, que também é vocalista da banda Noventa & Loucos. 

Jana, como é carinhosamente chamada, perdeu a visão dos dois olhos quando já era adulta. A única chance que tem de voltar a enxergar é passando por uma cirurgia no Exterior para a implantação de um chip. Para ajudá-la a realizar o sonho de também se tornar jornalista, Rodrigo criou uma campanha online e, no sábado, fará um show na Capital no qual todo o cachê será revertido para a causa.

Filhas de pais brasileiros, Janaína veio para Porto Alegre aos seis meses de idade. Devido a uma rubéola contraída pela mãe durante a gravidez, ela nasceu sem a perna esquerda e com catarata congênita. Ao 18 anos, depois de passar por inúmeras cirurgias, o descolamento da retina fez perder a visão do olho esquerdo. Mais tarde, aos 34, sofreu a perfuração da córnea do olho direito. Prestes a ingressar na faculdade de jornalismo, teve que adiar o sonho e reaprender a viver. 

– Foi um choque grande. Minha vida deu um giro. Mas toda vez que a gente passa por um impacto grande, o nosso psicológico faz a gente se reinventar. Ou eu me reinventava ou eu ficava presa em um canto – conta a Jana, que durante um ano ficou em casa criando coragem para se reerguer.

Leia mais:
Região Metropolitana: onde haverá coleta externa de sangue em julho
Menina de Viamão precisa de leite especial para se alimentar

Com a perda da visão, perdeu a independência que tinha conquistado com os anos. Precisou reaprender comandos básicos de programas do computador que já utilizava antes para começar a utilizar o comando do voz. Para se locomover, passou a contar com a ajuda de pessoas. 

– Tudo que eu fazia sozinha eu passei a ter que depender das pessoas. Nessas horas tu começa a medir quanto teus amigos estão realmente dispostos a te ajudar – conta. 

Mesmo com as dificuldades, ela atua como revisora de textos freelancer e está prestes a concluir a pós-graduação em Jornalismo Digital. Atualmente, enxerga apenas luzes e flashes, mas está confiante, já que com as cirurgia de implantação do chip as chances de voltar a enxergar são altar, segundo a projeção dos médicos.

– Essa possibilidade de ter a minha independência de volta está me movendo a não desistir. Consegui concluir os quatro módulos do curso á distância e já entreguei o trabalho de conclusão, em novembro vou passar pela banca – alegra-se

Leia mais:
Enfermeiros fazem vaquinha e conseguem dinheiro para bancar tratamento de colega com câncer
Sopões da Região Metropolitana precisam de ajuda para continuar existindo. Saiba onde fazer doações

Exemplo de superação

A deficiência física nunca foi empecilho para a bacharel em Letras. Antes do ocorrido, Janaína levava uma vida de autonomia. Como não se adaptou às próteses, sempre utilizou muletas para se locomover. Em 2007, quando o sonho de cursar jornalismo falou mais alto, resolveu iniciar um curso de radialista na extinta Fundação Padre Landell de Moura, onde conheceu Rodrigo.

Os dois ficaram cinco anos sem contato, mas foi um e-mail enviado por Janaína que reaproximou a amizade. Ao saber do que tinha acontecido, Rodrigo logo começou a pensar em uma maneira de ajudar a ex-colega. Resolveu juntar a paixão por música que já desenvolvia com a banda "Noventa & Loucos" e a oportunidade de estar em Porto Alegre por conta de uma licença médica (Rodrigo também é repórter do canal SportTV, no Rio de Janeiro) e criou a campanha.

—  Vai ser só um primeiro passo, a gente precisa que todos fiquem sabendo para mostrar a importância de ajudá-la – explica. 

Rodrigo Albornoz e o colega Buba Stefani farão um show beneficente no próximo sábado para ajudar Jana  Foto: Ricardo Noschang / Divulgação

A campanha será lançada oficialmente neste sábado durante o show da Noventa & Loucos, lá as pessoas também poderão fazer doações. Além disso, Rodrigo criou uma página no Facebook para divulgar a ação e uma vaquinha online. A cirurgia que Janaína precisa realizar custa em torno de US$ 170 mil, mais US$ 15 mil com os custos de transporte e estadia, o que equivale a cerca de R$ 625 mil. 

Como ajudar:

/// Quem for ao show da banda Noventa & Loucos já está ajudando a Jana, pois toda a renda será revertida para ela. O evento será acústico e promete reviver os clássicos dos anos 90 como Britney Spears, Raimundos, Shakira e Fat Family. Será neste sábado (2) a partir das 21h, no Girasole Pub (Vieira de Castro, 435), em Porto Alegre. Os ingressos custam R$ 12.

/// Também é possível doar através da vaquinha virtual ou fazer um depósito na conta-poupança 510033.592-7 , agência: 2817 -7, Banco do Brasil, em nome de Janaina Sá Brito (CPF: 944.924.250/04)

Leia as últimas notícias do dia



 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • ArmenterosTPR

    ArmenterosTPR

    Christian Armenteros"Según Ramón Cárcano, para un hombre público tener un diario era lo mismo que el cuchillo para el gaucho pendenciero" @dievalen y @mersanguihá 3 horas Retweet
  • diario_gaucho

    diario_gaucho

    Diário Gaúchohttps://t.co/3EbkayNVfZhá 6 horas Retweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros