O que você precisa saber para ir bem no estágio - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Sala de aula01/09/2016 | 10h12Atualizada em 01/09/2016 | 12h05

O que você precisa saber para ir bem no estágio

Comprometimento e responsabilidade são algumas das competências que as empresas buscam em seus colaboradores 

O que você precisa saber para ir bem no estágio Diorgenes Pandini/Agencia RBS
Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

Quando ingressam no ensino médio, os jovens já estão aptos para fazer estágios, que servem como preparação para o futuro profissional, independentemente de saberem ou não que carreira querem seguir. Entretanto, é importante observar que o período de estágio não deve, de maneira alguma, atrapalhar os estudos, que são mais importantes. Para o Gestor de Relações Institucionais do Centro de Integração Empresa Escola (Ciee), Cláudio Inácio Bins, a decisão de começar a estagiar no ensino médio ou no superior é pessoal e depende da perspectiva de cada um.

— A maior parte dos jovens busca estágio quando já está no ensino superior, mas é interessante fazer uma avaliação antes de tomar a decisão. Estudantes em situação de vulnerabilidade social, por exemplo, começam a fazer estágio ainda no ensino médio, o que contribui para a prevenção da evasão escolar, visto que a pessoa precisa estar ligada a alguma instituição de ensino para estagiar — explica Cláudio.

Prática

A importância do estágio vai além de receber uma bolsa-auxílio no fim do mês. De acordo com Cláudio, a prática causa uma aproximação entre o mundo estudantil, as famílias, a comunidade com o mundo profissional.

— Este é o momento em que os jovens podem colocar em prática o que estão aprendendo e a maior parte das empresas busca candidatos com todo gás para contribuir em suas organizações — comenta ele.

Leia mais
Por que a leitura em família é tão importante para crianças e adultos
Da sala de aula para o mercado de trabalho
Conheça 10 bibliotecas para ler e tirar livros de graça em Porto Alegre

Informação nunca é demais

Cláudio explica que todos os estágios não obrigatórios devem ser remunerados. O jovem, enquanto estagiário, pode trabalhar, no máximo, seis horas por dia e 30 horas semanais, podendo ser menos, mas nunca mais. O consenso da família, para menores de 18 anos, e da instituição de ensino, em todas as idades, é essencial para fechar um contrato de estágio, além de que o trabalho deve estar de acordo com o nível de estudo do candidato.

Produção: Shállon Teobaldo


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • nbru_

    nbru_

    Bruna AlvesComprei o diário gaúcho só por causa do poster do grêmio 🇧🇼💙há 3 minutosRetweet
  • DANIELMATADOR9

    DANIELMATADOR9

    DANIEL MATADOR@RealDuva @diario_gaucho Desculpa.há 1 horaRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros