Obra de reconstrução de rede de esgoto derrubou muro de casa na Zona Norte de Porto Alegre - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu problema é nosso11/10/2016 | 08h10Atualizada em 11/10/2016 | 08h10

Obra de reconstrução de rede de esgoto derrubou muro de casa na Zona Norte de Porto Alegre

Segundo o Dep, o morador deve apresentar três orçamentos na Junta Administrativa de Indenização

Obra de reconstrução de rede de esgoto derrubou muro de casa na Zona Norte de Porto Alegre Arquivo pessoal/Leitor/DG
Como está o muro da casa do senhor Luiz Alberto Foto: Arquivo pessoal / Leitor/DG
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

O autônomo Luiz Alberto Ramos dos Santos, 56 anos, esperou quase cinco meses para que o Departamento de Esgotos Pluviais (Dep) de Porto Alegre consertasse uma canalização rompida e fechasse uma cratera em frente à casa dele, na Rua Guadalajara, Jardim Itu Sabará.

Quando a situação parecia resolvida, um novo problema começou.

Leia mais notícias da seção Seu Problema é Nosso!

Temporal

No dia 24 de abril deste ano, os canos que passam por baixo da calçada estouraram, causando erosão e afundando o passeio público. A cratera e os dias de chuva contribuíram para que o muro da casa viesse abaixo, deixando o local sem proteção. Quando uma equipe foi enviada para reconstruir a rede, há cerca de um mês, Luiz questionou sobre o muro, visto que ele caiu, segundo o leitor, em função de um problema que compete ao órgão público. Foi, então, informado que o Dep arrumaria apenas os canos e que ele mesmo deveria arcar com a reconstrução.

Como ficou o buraco após o rompimento da canalização Foto: Arquivo pessoal / Leitor/DG

— O muro e a grade da minha casa estavam intactos antes de os canos estourarem. Eu chamei o Dep várias vezes, eles demoraram demais para vir, deu temporal, o muro caiu, a grade entortou. E, agora, eles não querem se responsabilizar. Isso é muito injusto — queixa-se Luiz.

Gastos

Desde que o problema começou, em abril, Luiz está impedido de guardar o carro na garagem. Primeiro, porque a cratera não permitia a entrada e a saída. Agora, devido à queda do muro.

Além de ser obrigado a esperar tanto tempo por uma solução, que veio apenas em partes, o autônomo está tendo gastos com aluguel de estacionamento.

— Passei meses com um buraco enorme na frente de casa, depois mais um tempo com cavaletes sinalizando e, quando pensei que poderia me tranquilizar, tenho que tirar dinheiro de onde não tenho para deixar meu carro num local seguro. Sem o muro, já tive até minha residência invadida — desabafa ele.

Telefonemas

Luiz já perdeu as contas de quantas vezes ligou para o Fala Porto Alegre (telefone 156), solicitando providências. As respostas são sempre as mesmas, segundo o leitor: estão verificando e vão retornar em breve ou que o Dep não se responsabilizará pela queda do muro.

Leia mais
Menina que precisa de cirurgia para caminhar aguarda na fila do Sus com outras 400 crianças
Ponte que liga Porto Alegre a Alvorada representa perigo para pedestres e motoristas

Pedido de indenização

Conforme a assessoria de imprensa do Dep, a atividade final do órgão é a operação e manutenção das redes de drenagem. O departamento não dispõe de contratos para a execução do tipo de serviço solicitado pelo morador.

O Dep, então, orienta o leitor Luiz Alberto a fazer três orçamentos de reconstrução do muro e entrar com requerimento na Junta Administrativa de Indenização (JAI), na prefeitura, comprovando que os danos foram causados pelo Dep. A JAI fica na Avenida Siqueira Campos, 1300, 11º andar, no Centro, e o telefone é 3289-1176.


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • nbru_

    nbru_

    Bruna AlvesComprei o diário gaúcho só por causa do poster do grêmio 🇧🇼💙há 6 minutosRetweet
  • DANIELMATADOR9

    DANIELMATADOR9

    DANIEL MATADOR@RealDuva @diario_gaucho Desculpa.há 1 horaRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros