Boato ou verdade: mensagem de WhatsApp diz que hospital da Ulbra oferece leite Nan de graça - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Em Canoas22/11/2016 | 21h52Atualizada em 22/11/2016 | 22h51

Boato ou verdade: mensagem de WhatsApp diz que hospital da Ulbra oferece leite Nan de graça

Segundo funcionário do hospital, cerca de dez pessoas por dia ligam pedindo informações

Boato ou verdade: mensagem de WhatsApp diz que hospital da Ulbra oferece leite Nan de graça Reprodução / WhatsApp/WhatsApp
Foto: Reprodução / WhatsApp / WhatsApp
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

Uma mensagem que circula pelo WhatsApp avisa sobre uma suposta boa ação. Diz que o Núcleo de Alergia do Hospital Universitário (HU) da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), em Canoas, tem latas de leite Nan, da marca Soy, que vencem em dezembro, para doação. O objetivo é evitar desperdício e proporcionar a fórmula, que substitui o leite materno, a quem precisa. Só tem um problema: é mentira, reconhecida pela prefeitura de Canoas.

Ao Diário Gaúcho, a secretária de comunicação da prefeitura, Lurdes Nascimento, explicou.

— Não é verdade. Essa história rodou pela primeira vez em 2015. No início deste ano, ela voltou. Esta é a terceira vez que ela chega.

Leia mais
Bebê alérgico está sem leite especial há dois meses em Cachoeirinha
Verdade ou mentira: criminosos pedem para desligar o celular e aplicam golpe do falso sequestro
Verdade ou mentira: falso teste de glicose seria usado para transmitir o vírus HIV

Por volta das 13h desta terça-feira, a prefeitura de Canoas publicou em sua página no Facebook um alerta sobre a mensagem.

"Núcleo não existe"

Lurdes aponta que o Hospital Universitário da Ulbra sequer tem um Núcleo de Alergia.

— A maternidade funciona no HU. Temos um programa que atende a todas as gestantes pelo SUS (Sistema Único de Saúde), que é o "Nascer Canoas". Quando há a necessidade de a criança ganhar o leite especial, ela sai superbem abastecida, ganha várias latas. Mas, não existe um núcleo onde as pessoas busquem o produto no hospital — detalha.

Conforme a secretária, qualquer quantidade do Nan que sobre na maternidade do HU é encaminhada às cinco farmácias distritais de Canoas. Porém, é incomum que isso aconteça, aponta.

Busca diária

O funcionário Rodemir Fonseca Schifelbein, que trabalha na Central de Operações do hospital, reconheceu a mensagem. Ele afirma que, no seu período de trabalho, entre as 17h e as 6h, recebe, todos os dias, cerca de dez ligações pedindo informações.

— Não procede. Já faz um bom tempo que a gente vem falando. As pessoas ligam, querem retirar.

O Diário Gaúcho procurou o contato informado na mensagem, mas, até a publicação desta reportagem, não teve retorno.

Leia mais notícias


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • pfvrxx

    pfvrxx

    narina talvez marina@jugarciarp @falandocarioca @GauchoFalando @10Ronaldinho @diario_gaucho @JornaldoAlmoco_ @_OrgulhoGaucho @RdGaucha @Rafagaucho @vibeoutonohá 23 minutosRetweet
  • jugarciarp

    jugarciarp

    maio, junho, Júlia..@pfvrxx @falandocarioca @GauchoFalando @10Ronaldinho @diario_gaucho @JornaldoAlmoco_ @_OrgulhoGauchohá 25 minutosRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros