Casal morre no Rio São Francisco e corpos são encontrados abraçados  - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Morte no Velho Chico17/11/2016 | 14h00Atualizada em 17/11/2016 | 14h24

Casal morre no Rio São Francisco e corpos são encontrados abraçados 

Afogamento foi em Juazeiro, na Bahia, na tarde de quarta-feira

Casal morre no Rio São Francisco e corpos são encontrados abraçados  Corpo de Bombeiros Militar da Bahia / Divulgação/Divulgação
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Juazeiro durante resgate dos corpos Foto: Corpo de Bombeiros Militar da Bahia / Divulgação / Divulgação

Um casal morreu afogado no Rio São Francisco, próximo ao porto hidroviário de Juazeiro, na Bahia, na tarde da última quarta-feira. Segundo o 9° Grupamento de Bombeiros Militar (GBM), os corpos de Eduardo Cruz da Silva, 34 anos, e Patrícia da Silva, 37 anos, foram encontrados abraçados um no outro, a seis metros de profundidade do rio.

Leia mais:
Confira imagens da região onde Domingos Montagner desapareceu 
"Não é comum os moradores se banharem nesse ponto do rio", diz delegado que apura morte de ator
Considerado perigoso, local onde ator se afogou não tinha placas nem salva-vidas

Segundo o Corpo de Bombeiros, Patrícia entrou no rio e começou a se afogar. Eduardo teria entrado para salvar a namorada, mas acabou morrendo abraçado nela. Moradores acionaram os bombeiros por volta das 15h. O resgate dos corpos foi feito por mergulhadores às 16h27.

O perigo das águas do Rio São Francisco causou comoção nacional com a morte do ator Domingos Montagner em setembro, quando o ator se banhava durante gravação da novela Velho Chico, da Rede Globo. O São Francisco atinge cinco estados brasileiros e passa por cerca de 520 cidades. Montagner afogou-se na cidade de Canindé de São Francisco, divisa de Sergipe e Alagoas.

De acordo com a subtenente do 9º GBM Sandra Paula Freire dos Santos, a cidade de Juazeiro tem apenas quatro pontos considerados próprios para banho. O local onde o casal foi encontrado não era um deles — assim como o ponto onde Montagner morreu, considerado profundo e com forte correnteza.

— Ninguém tomava banho nessa região. Baixou o rio e o pessoal já acha que pode tomar banho. Porque a água baixou não quer dizer que não exista risco — alertou a subtenente. 

Segundo o major Tarcísio Ribeiro do Vale, comandante do 9º GBM, todo final de semana os bombeiros de Juazeiro recebem de 20 a 30 pedidos de socorro de quem está prestes a se afogar no São Francisco. O perigo, diz o comandante, não é somente do rio, mas do descuido dos banhistas. 

— Nós sempre fazemos a prevenção. A questão não é que o rio seja perigoso, mas é negligência das pessoas — disse. 

Patrícia era natural de Petrolina, em Pernambuco, e Eduardo de São Paulo, Capital. Os corpos foram levados ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Juazeiro e estão aguardando documentação para serem liberados. O DPT informou que a filha de Patrícia reconheceu a identidade das vítimas.

Leia outras notícias



 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • brunagou

    brunagou

    Bruna Goularthttps://t.co/rH0h35XYM4 via @diario_gauchohá 16 minutosRetweet
  • SheilaSabino

    SheilaSabino

    Sheila"A loira, que é considerada ícone da chamada música brega, é bem mais do que esse rótulo simplista." - Diário Gaúcho.há 1 horaRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros