Amigos fazem vaquinha para ajudar cachorro baleado quando dono foi assassinado - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Mobilização do bem13/12/2016 | 16h45Atualizada em 13/12/2016 | 17h37

Amigos fazem vaquinha para ajudar cachorro baleado quando dono foi assassinado

Cão passou por cirurgia e agora precisa seguir com tratamento

Amigos fazem vaquinha para ajudar cachorro baleado quando dono foi assassinado Rachel Castro / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Foto: Rachel Castro / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
Ana Karina Giacomelli
Ana Karina Giacomelli

ana.karina@diariogaucho.com.br

Uma vaquinha entre amigos está mobilizando as redes sociais para ajudar a custear o tratamento do cachorro Otto, um labrador de aproximadamente quatro anos, que levou três tiros na noite de quinta-feira, enquanto passeava com o dono em um condomínio residencial na zona sul de Porto Alegre. Bruno Saraiva Salgado, 30 anos, tentou ajudar o amigo canino, mas acabou sendo atingido por um tiro e morreu no local. O suspeito do assassinato seria um guarda municipal, vizinho da vítima, que estaria de folga naquela noite.

Para amenizar o sofrimento pela morte de Bruno, amigos e vizinhos do rapaz decidiram se unir para salvar a vida de Otto. Ainda na noite da tragédia, um morador do local, que presenciou o episódio, percebeu que o cão ainda estava respirando e o levou para uma clínica veterinária próxima ao condomínio.

— Chegamos no condomínio e o Bruno já estava morto. Mas quando soube que o Otto ainda estava vivo, fui correndo até a clínica para ver a sua situação. O Bruno ia querer que alguém cuidasse dele — conta o amigo Marcel Coronel, 32 anos.

Leia mais
Vídeo mostra homem atirando cachorro por cima de portão de ONG que cuida de animais
Protetor de animais que teve moradia incendiada reencontra cachorra que salvou filhotes do fogo

Na mesma noite, algumas pessoas já se organizaram para fazer uma vaquinha e pagar a entrada na clínica para que o cachorro fosse operado. Mas os custos foram aumentando. Até o momento, mais de R$ 2,3 mil já foram gastos na recuperação de Otto.

Quando percebeu que o grupo não teria mais como bancar todos custos do cachorro, Rachel Castro, 29 anos, namorada de Marcel e amiga de Bruno, decidiu fazer um post no Facebook pedindo ajuda para outros amigos. Muitas pessoas, abaladas com a tragédia, decidiram contribuir com o tratamento de Otto. Para eles, essa é uma maneira de homenagear o amigo que morreu.

— Fico feliz por ver tanta gente nos ajudando. Recebemos doações de ração e já pagamos a cirurgia, mas ele ainda precisa continuar com o tratamento. Está tomando antibióticos para evitar uma infecção e vai continuar com os medicamentos por, pelo menos, 10 dias — explica Rachel.

Otto já teve alta da clínica e deve voltar para a família de Bruno assim que estiver totalmente recuperado. No momento, está na casa dos amigos. Sem entender o que está acontecendo, o cachorro fica olhando para fora da janela e chorando. Parece esperar pela volta do dono.

Otto fica na janela à espera de Bruno Foto: Rachel Castro / Arquivo Pessoal

Para a irmã de Bruno, Joelly Saraiva Salgado, 24 anos, Otto é uma parte viva do irmão que ficou para a família.

— O Bruno era muito apaixonado pelo cachorro. Era tudo pra ele. Agora, Otto será a lembrança do meu irmão.

Para ajudar com os custos do Otto:
Banrisul
Agência: 0845
Conta poupança: 3913025901
Titular: Rachel Yasmin de Castro Leite


Leia outras notícias



 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • diario_gaucho

    diario_gaucho

    Diário Gaúcho👉 👉 👉 Confira a charge de Gabriel Renner publicada na edição desta segunda-feira no #DiarioGaucho https://t.co/qZrAVjDMq0há 6 minutosRetweet
  • diario_gaucho

    diario_gaucho

    Diário GaúchoGoverno regulamenta revisão em benefícios por incapacidade do INSS https://t.co/icp8pySpiO https://t.co/ww622rKXEGhá 34 minutosRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros