Obra de duplicação de trecho da Avenida Ernesto Neugebauer, em Porto Alegre, está parada há um mês - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu problema é nosso25/05/2017 | 08h26Atualizada em 25/05/2017 | 08h26

Obra de duplicação de trecho da Avenida Ernesto Neugebauer, em Porto Alegre, está parada há um mês

Prefeitura não tem previsão para retomada do serviço por conta de uma dívida de R$ 5,3 milhões

Obra de duplicação de trecho da Avenida Ernesto Neugebauer, em Porto Alegre, está parada há um mês Arquivo pessoal/Leitor/DG
Foto: Arquivo pessoal / Leitor/DG

Dez minutos de caminhada para chegar à parada de ônibus foram acrescentados à rotina diária da recepcionista Patrícia Kubiak da Silva, 32 anos. Há cerca de três meses, a prefeitura de Porto Alegre iniciou uma obra de canalização e duplicação do trecho da Avenida Ernesto Neugebauer entre as ruas Um e Dona Teodora, no Bairro Humaitá. Contudo, há um mês, os trabalhadores não apareceram mais, e o serviço está parado.

O local onde estavam as pedras retiradas para abrir a via tornaram-se baciões cheios de água. Patrícia conta que, a cada chuva, o que antes era uma avenida se transforma em um lago.

Leia mais notícias da seção Seu Problema é Nosso!

Sem ônibus

A mistura da água com o barro piora a situação: é impossível sair de casa e caminhar pelo local, conforme Patrícia.

— Ônibus não passa mais. Aliás, veículo nenhum consegue passar. Alguns motociclistas se arriscam e vão por cima da calçada, colocando os pedestres, já sem muito espaço, em risco. A avenida está uma mistura de pedras, água, barro e buracos — queixa-se ela.

Foto: Arquivo pessoal / Leitor/DG

Abandonado

A obra de duplicação da Avenida Ernesto Neugebauer começou em dezembro do ano passado. Já estavam previstas mudanças no trânsito, por se tratar de um serviço mais complexo. Entretanto, a queixa de Patrícia é que o trecho onde estavam trabalhando por último foi abandonado sem conclusão das melhorias.

— A ideia era tirar o paralelepípedo e colocar calçamento com pedras de PVS, tudo muito bom na teoria. Mas, se deixarem a obra sem terminar, pode até estragar o que já haviam feito. Coloquei uma reclamação no Facebook do prefeito há quase um mês, responderam que iriam averiguar e logo me responderiam. Estou até agora esperando uma satisfação — comenta Patrícia.

Foto: Arquivo pessoal / Leitor/DG

Sem prazo para conclusão

Ao Diário Gaúcho, as secretarias municipais da Fazenda e Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim) de Porto Alegre confirmaram que a obra da Avenida Ernesto Neugebauer, no trecho citado, está parada. A justificativa está nas dificuldades financeiras. A prefeitura tem uma dívida de R$ 5,3 milhões referentes a esta obra. Destes, cerca de metade é contrapartida do município, e o restante, financiamento da Caixa Econômica Federal.

Em nota, as secretarias disseram ainda que, "no atual quadro financeiro da prefeitura, que assumiu o governo com dívidas da gestão anterior, não há recursos disponíveis para custear a contrapartida". A Caixa só libera a parte deles do dinheiro quando a prefeitura entrar com o valor que lhe compete.

Leia mais
Para voltar a jogar futebol, jovem de Gravataí precisa encontrar doador de medula
Impasse entre secretarias da saúde deixa idoso de Viamão aguardando exame de urgência há mais de um ano
Vazamento de esgoto é problema recorrente há cinco anos em loteamento de Sapucaia do Sul

Pela questão financeira, não há previsão de retomada da obra. Segundo informações da Smim, não existe na programação da secretaria medidas paliativas para melhorar as condições da via enquanto o serviço de duplicação não é finalizado. Contudo, em casos emergenciais, como alagamentos por conta da chuva, os moradores devem abrir um protocolo pelo Fala Porto Alegre (telefone 156), e a prefeitura se compromete a atender os pedidos.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • diario_gaucho

    diario_gaucho

    Diário GaúchoTribunal de Justiça cassa liminar e Abdelmassih terá de voltar para prisão https://t.co/gYepVcVVWQ https://t.co/WDhyipaTwJhá 10 minutosRetweet
  • diario_gaucho

    diario_gaucho

    Diário GaúchoA cada chacina, governo do RS contabiliza só um homicídio na estatística oficial https://t.co/F3c2TcCSIM https://t.co/Z36Q7y66Bnhá 20 minutosRetweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros