Cadeirante de Porto Alegre luta por cadeira de rodas há um ano - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu problema é nosso24/08/2017 | 10h28Atualizada em 25/08/2017 | 10h36

Cadeirante de Porto Alegre luta por cadeira de rodas há um ano

Na Secretaria Municipal de Acessibilidade e Inclusão Social (SMACIS), foi auxiliado somente sobre como procurar ajuda

Cadeirante de Porto Alegre luta por cadeira de rodas há um ano Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Jonas diz que a cadeira se tornou suas pernas depois do acidente Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

Vítima de um acidente de trânsito em 2004, Jonas Eduardo Baierle, 32 anos, está há mais de um ano tentando conseguir uma nova cadeira de rodas. Para o morador do bairro Rubem Berta, na zona norte de Porto Alegre, o equipamento é essencial: 

— Minhas pernas são a cadeira desde que sofri a lesão na medula. 

Leia mais
Imposto anual do cemitério de Alvorada tem aumento de 283%
Morador de Esteio espera há dois anos por avaliação para cirurgia
Com microcefalia, jovem precisa de ajuda para comprar cadeira de rodas

Há mais de um ano, o tecnólogo em Gestão Hospitalar busca por uma nova cadeira. Na Secretaria Municipal de Acessibilidade e Inclusão Social (SMACIS), foi auxiliado somente sobre como procurar ajuda. Depois disso, já passou por diversas instituições de saúde, como a Unidade Básica de Saúde Rubem Berta, o Centro de Saúde IAPI e a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). 

Para tentar adquirir uma nova cadeira de rodas, colegas e amigos de Jonas criaram uma vaquinha online para arrecadar doações para a compra do equipamento. 

Sem retorno

Quando orientado, ouviu diversos argumentos para a falta de solução do seu problema e considera o ocorrido como um jogo de empurra, soando para Jonas como se ninguém quisesse ajudá- lo: 

— Me disseram para que não espere muito, pois o sistema (de saúde) está quebrado. 

Sua primeira cadeira de rodas foi conquistada pelo SUS, via AACD. Por residir em uma rua sem asfaltamento, ela se encontra, atualmente, em uma situação precária — apesar das constantes manutenções.  Além disso, em alguns momentos, uma das rodinhas da estrutura cai, o que pode resultar em uma queda do tecnólogo. 

Leia outras reportagens da seção Seu Problema é Nosso

Pela maneira em que se encontra a sustentação da cadeira, Jonas também sente medo de desenvolver outras doenças, como problemas na coluna. Além do receio de surgirem outros problemas, Jonas tem que lidar com a circulação sanguínea comprometida na perna, já que permanece por muito tempo sentado. 

Essencial 

Decepcionado, Jonas confessa que sua busca pelo equipamento é um histórico de revoltas. Em várias situações, ele é recebido por profissionais desmotivados, que não percebem como a cadeira é essencial para sua mobilidade: 

— Eu esperava um pouco mais de uma administração pública. 

Consulta será na próxima terça-feira 

A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre informa que, para fazer a solicitação de uma nova cadeira de rodas, Jonas deve dirigir- se à unidade de saúde de referência, conforme o endereço de moradia, para passar por uma consulta médica. Nela, irá informar a necessidade que possui de ter um novo equipamento. 

Ele deverá levar documentos pessoais e laudo médico comprovando a lesão, que justifique o uso da cadeira de rodas. Com base na documentação, o médico da unidade de saúde fará o encaminhamento da solicitação, via Sistema de Gerenciamento de Consultas (Gercon). 

Jonas tem sua primeira consulta marcada para a próxima terça- feira. Apesar disso, a prefeitura não soube informar o tempo que ele terá de esperar para receber a cadeira. 

Ajude

Caso você queira ajudar o Jonas, pode fazer doações por este link.

*Produção: Eduarda Endler

Leia outras reportagens da seção Seu Problema é Nosso


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros