Criança com deformidade no pé precisa de ajuda para comprar bota ortopédica - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu problema é nosso14/08/2017 | 11h36Atualizada em 14/08/2017 | 11h37

Criança com deformidade no pé precisa de ajuda para comprar bota ortopédica

Para solucionar o problema, ela precisa usar uma bota ortopédica que custa, aproximadamente, R$ 400

Criança com deformidade no pé precisa de ajuda para comprar bota ortopédica Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Ana Carolina adora caminhar, mas se desequilibra e cai várias vezes em função da deformidade no pezinho Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

A pequena Ana Caroline de Souza Adams, três anos, nasceu com uma deformidade congênita no pé esquerdo que dificulta a sua mobilidade. Para solucionar o problema, ela precisa usar uma bota ortopédica que custa, aproximadamente, R$ 400. Porém, a mãe da menina, a auxiliar de limpeza Cristiane de Souza Tavares, 33 anos, não tem condições de comprar o calçado para a filha. 

Leia mais
Cadeirante de Canoas sofre com falta de ônibus adaptado há quatro anos
Falta de obras deixa esgoto correndo em frente de creche há dez anos
Com sequelas de AVC, paciente fica seis meses sem receber medicamentos

Cristiane, que mora no Bairro Santa Teresa, em Porto Alegre, conta que Ana Caroline adora caminhar, mas encontra uma barreira na limitação física. Segundo ela, a menina se desequilibra e cai várias vezes em função da deformidade que tem no pezinho. 

Esperança 

A mãe descobriu a deformidade congênita da filha assim que Ana deu os primeiros passos, mas não tinha condições de levá- la a um ortopedista. Tentou consulta por meio de atendimento em posto de saúde, mas nunca foi chamada. 

A solução, segundo Cristiane, veio quando ela estava ouvindo o Comando Maior, programa do colunista do Diário Gaúcho Gugu Streit na Rádio Farroupilha, e soube de consultas com especialistas a preços populares. 

— Como já fazia um ano que estava aguardando pelo Sus, levei ela numa dessas consultas — lembra. 

Leia outras reportagens da seção Seu Problema é Nosso

Durante o atendimento com o especialista, a auxiliar de limpeza foi informada de que a filha necessita de uma bota ortopédica para evitar que a sua mobilidade fique reduzida no futuro. A bota serve para dar firmeza e corrigir a falha que deixa o pé de Ana Caroline torto. 

Além da filha de três anos, Cristiane tem outra menina. Somada às despesas com as crianças, tem ainda a do aluguel, um gasto a mais no orçamento. Assim, não consegue juntar o dinheiro necessário para comprar a bota ortopédica que devolverá a Ana a liberdade de fazer uma das coisas que mais gosta: caminhar. 

Para ajudar 

— Caso você queira ajudar a pequena Ana Caroline e sua família, pode entrar em contato com a mãe dela, Cristiane de Souza Tavares, pelo telefone ( 51) 99843- 9747.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros