Luisa Mell declara: "Não devolvo esses cães nem presa" - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Ativismo04/10/2017 | 13h25Atualizada em 05/10/2017 | 08h20

Luisa Mell declara: "Não devolvo esses cães nem presa"

A atriz, apresentadora de televisão e ativista brasileira salvou mais de cem cachorros na última sexta-feira (29)

 

MELL
Foto: Reprodução / instagram

Depois de salvar 135 animais que passavam por maus-tratos em um canil clandestino em Osasco, interior de São Paulo, na última sexta-feira (29), Luisa Mell afirma que, mesmo sem ter a posse dos animais, não pretende devolver os cães para a proprietária do local:

– Não devolvo esses cães nem presa!

  Leia mais
Casal termina o namoro de maneira inusitada e viraliza na internet
VÍDEO: apresentadora é surpreendida por cão durante telejornal
Deborah Secco mostra filha vestida de sereia e manda recado a Isis Valverde: "Tem vaga pra estagiária?" 

A situação em que os cachorros se encontravam era precária.

– O lugar estava todo sujo, cheio de cocô. Me chamou a atenção um armário cheio de roupas de grife para vestir os animais na hora da venda. Um absurdo –, conta Luisa.

Para ela, devem ser reconhecidas a situação dos canis e os casos de adoção clandestinos, pois muitos deles nem sequer têm registro no centro de zoonoses. Após o salvamento, a ativista recebeu, em dois dias, 800 e-mails denunciando outros canis, além de pessoas que querem adotar os animais resgatados por ela.

–Estou esperando a liminar que pedi na Justiça, sem ela nada posso fazer. Só me resta cuidar, castrar e vacinar.

Luisa toma conta de 400 animais em seu instituto, contando com os últimos salvos em Osasco.

— Preciso resolver a situação para achar um lar de amor para eles.

O resgate de sexta-feira foi transmitido por Luisa em seu Instagram, com grande repercussão.

— Me faltam palavras para descrever todo o horror que presenciei. Acabamos agora o resgate de 135 animais! Eu não podia resgatar tantos de uma vez, mas como deixá-los ali sendo torturados, maltratados e explorados até a morte?—, questionou.

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho  


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros