Descaso da prefeitura deixa banheiro público sem manutenção há cinco meses em Sapucaia do Sul - Notícias

Versão mobile

Seu problema é nosso20/12/2017 | 09h31Atualizada em 20/12/2017 | 09h41

Descaso da prefeitura deixa banheiro público sem manutenção há cinco meses em Sapucaia do Sul

Em setembro, prefeitura disse que ia reformar o local, mas até hoje a promessa não saiu do papel

Descaso da prefeitura deixa banheiro público sem manutenção há cinco meses em Sapucaia do Sul Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Prefeitura lacrou os banheiros para reforma, mas como nada foi feito, moradores reabriram uma das peças para utilização provisória Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

Encardido e mal cuidado, um banheiro de responsabilidade da prefeitura de Sapucaia do Sul – localizado embaixo da estação Sapucaia da Trensurb — traz desconforto para os usuários do local.

Leia mais
Idosa luta para receber bolsas coletoras do Estado
Devido ao transporte precário do Estado, moradora de Porto Alegre faz vaquinha para custear idas à fisioterapia
Gaúcho que perdeu as pernas em atropelamento no réveillon de Florianópolis consegue comprar próteses com doações

O aposentado Luiz Armando Wagner Schuller, 62 anos, falou há cinco meses para Diário Gaúcho sobre a situação complicada que os moradores da cidade passam diariamente. Agora, a população tem que se contentar com o funcionamento parcial e improvisado dele. 

Em julho, a situação foi publicada na seção Pede-se Providência cobrando pela limpeza do local — mesmo sentimento da reportagem da sessão Seu Problema é Nosso do dia 6 de setembro.

Comerciantes 

Cerca de duas semanas depois, as portas do banheiro foram lacradas por agentes da administração municipal e permaneceram assim por cinco dias, até que alguns usuários resolveram arrombar a porta do banheiro feminino. 

— Agora, algumas pessoas até me culpam por ter reclamado e termos ficado sem banheiro. Mas acredito que não podemos deixar esse lugar ficar assim, é algo de extrema importância não só para os passageiros, mas também para os comerciantes — desabafa Luiz.

Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG

Falta de estrutura 

Além da sujeira do local, o aposentado percebeu que havia uma falta de manutenção do banheiro. As portas antigas e desgastadas e os buracos na parede incomodam os usuários. Os equipamentos (como a pia e a privada) são antigos e gastos. Luiz conta que a situação sempre foi precária: 

— É muito ruim. É público, claro que é de se esperar uma certa bagunça. Mas não desse jeito. 

Ao contrário do prometido à reportagem em setembro, Luiz diz não ter visto funcionário da administração pública fazendo a limpeza do local. Agora, os usuários dividem o banheiro feminino — que teve sua porta arrombada. 

— Para os homens não tem tanto problema, mas as mulheres têm que conviver em um ambiente muito mais sujo do que o ideal — explica o aposentado. 

*Produção: Letícia Gomes

Leia mais notícias da seção Seu Problema é Nosso!   


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros