Idosa espera por exames desde outubro do ano passado, em Canoas - Notícias

Versão mobile

 

Seu problema é nosso18/01/2018 | 10h20Atualizada em 18/01/2018 | 14h14

Idosa espera por exames desde outubro do ano passado, em Canoas

O Diário Gaúcho mostrou o drama da aposentada Maria Cilai Guedes Vasques na edição de 6 de dezembro de 2017, mas ainda não foi realizada a tomografia pela qual ela espera desde o ano passado

Idosa espera por exames desde outubro do ano passado, em Canoas Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Tomografia foi solicitada há quase três meses Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

Uma situação que parecia ter se resolvido voltou a preocupar os familiares da aposentada Maria Cilai Guedes Vasques, 77 anos. 

Leia mais
Carro é engolido por buraco em estrada na zona sul da Capital
Buraqueira em avenida do bairro Bom Jesus incomoda moradores em Porto Alegre
Internado desde 2016, jovem de Alvorada sonha com respirador que pode levá-lo de volta para casa

Com graves problemas cardíacos e respiratórios, a moradora do bairro Niterói, em Canoas, continua com dificuldade de manter a regularidade de seu tratamento no Hospital Universitário da Ulbra  HU), na cidade em que vive.

O Diário Gaúcho mostrou o drama dela na edição de 6 de dezembro de 2017. 

Investigação 

Na época, a corretora de imóveis Vivian Cristina Guedes Vasques, 47 anos, filha da idosa, contou que a mãe precisava passar por consultas mensais com cardiologista, pneumologista e neurologista. 

Porém, esses atendimentos não estavam sendo realizados desde outubro de 2017. Além disso, esperava pela realização de exames, entre eles, uma tomografia computorizada do tórax, também requisitada em outubro, para investigar problemas pulmonares. 

Promessas 

O Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública ( Gamp), gestor do HU, informou, em dezembro, que a demora nas marcações das consultas ocorria devido à alta demanda de atendimentos prestados na instituição. 

O Gamp remarcou as consultas de Maria com o pneumologista e o cardiologista, porém, não deu uma previsão para o atendimento com o neurologista. 

Leia mais notícias da seção Seu Problema é Nosso!

Também foi agendado um eletrocardiograma, e a tomografia deveria ter sido agendada pela Secretaria de Saúde de Canoas. Na época, o órgão informou que o procedimento deveria ser realizado ainda naquela semana, no Hospital de Pronto Socorro de Canoas ( HPSC). 

Maria depende da filha para conseguir atendimentos Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG

Apneia do sono 

Conforme Vivian, a mãe passou pelos atendimentos, entretanto, a tomografia ainda não foi realizada, ao contrário do que a Secretaria de Saúde havia informado. Maria também precisa de uma polissonografia — para registrar suas variações biofisiológicas durante o sono. 

— Esses exames são muito importantes, pois ela está tendo apneia do sono, fica sem respirar por vários segundos. Só depois disso, o médico poderá nos indicar um tratamento — explica a corretora. 

Nova previsão: para o final deste mês

 Procurado novamente, o gestor do HU, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que a tomografia de Maria será realizada no dia 29 de janeiro, às 12h30min. 

Além disso, ela fará uma espirometria — exame que faz o registro do fluxo de ar dos pulmões —, em 30 de janeiro. 

Quanto à polissonografia, a aposentada passará por uma consulta com neurologista no dia 7 de fevereiro, às 8h. 

Conforme o Gamp, cabe ao médico especialista decidir se Maria deverá ou não fazer este exame. Uma consulta com cardiologista também foi agendada para o dia 30 de janeiro. 

*Produção: Alberi Neto 

Leia mais notícias da seção Seu Problema é Nosso!


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros