Após conserto de esgoto, novos vazamentos voltam no terminal da linha Alameda, em Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 

Seu problema é nosso07/06/2018 | 09h06Atualizada em 07/06/2018 | 09h06

Após conserto de esgoto, novos vazamentos voltam no terminal da linha Alameda, em Porto Alegre

Praça em frente às paradas de ônibus também é alvo de descarte irregular de lixo

Após conserto de esgoto, novos vazamentos voltam no terminal da linha Alameda, em Porto Alegre Marina Pagno / Agência RBS/Agência RBS
Passageiros reclamam da falta de cuidados em praça que fica em frente ao terminal Foto: Marina Pagno / Agência RBS / Agência RBS
GaúchaZH
GaúchaZH

A região do terminal de ônibus da linha Alameda, na zona leste de Porto Alegre, voltou a apresentar problemas estruturais. O alerta foi dado através de usuários do aplicativo Pelas Ruas, do Grupo RBS. Em abril, moradores da Rua Saibreira, no bairro Coronel Aparício Borges, reclamaram de um esgoto a céu aberto que transbordava pela calçada onde os ônibus ficam estacionados.

Leia mais
Paciente espera por consulta com especialista há quase um ano, em São Leopoldo
Família espera liberação de benefício do INSS desde fevereiro, em Porto Alegre
Paciente espera há mais de um ano por consultas com especialistas, em Canoas

Além de presenciarem ou serem alvo de acidentes, os passageiros reclamam da falta de cuidados com uma praça que fica em frente ao terminal da linha Alameda e ao lado de uma escola de ensino fundamental.

— O mato e o esgoto tomaram conta da praça e da parada de ônibus. Crianças e idosos já caíram ali por causa do limo. Peço socorro para prefeitura dar um jeito, não temos mais onde levar as nossas crianças para brincar — disse, na época, moradora e usuária do Pelas Ruas Sabrina Pereira, de 32 anos.

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) da Capital resolveu o problema de esgoto a céu aberto na Rua Saibreira. GaúchaZH retornou ao local nesta semana e constatou outros vazamentos na região. Um trilho de água escorre pelo entorno da praça, formando um lamaçal na região.

Após o conserto, não há mais mau cheiro e o limo na calçada da via. Mas é evidente que o local é usado como descarte irregular de lixo, já que há vários focos espalhados pela área, inclusive na calçada frente aos ônibus.

Em busca de uma solução

A prefeitura da Capital constatou que o novo vazamento da praça da Rua Saibreira é originário de um lençol freático. Técnicos da Secretaria de Serviços Urbanos farão nova vistoria no local para tentar achar uma solução para o problema.

Em relação ao foco de lixo, a pasta afirma que as equipes do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) atuam com frequência na área e uma nova limpeza será realizada na região. A prefeitura pede que a população  contribua com informações que auxiliem na identificação das pessoas que contribuírem para a proliferação de focos de lixo pela cidade. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 156.

Local é usado como descarte irregular de lixoFoto: Marina Pagno / Agência RBS

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros