Desvio da obra da Ceará segue alagando, e solução está distante, em Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 

Seu problema é nosso02/07/2018 | 10h01Atualizada em 02/07/2018 | 10h01

Desvio da obra da Ceará segue alagando, e solução está distante, em Porto Alegre

Segundo o município, não há verbas para realizar obras que corrijam o problema nas ruas 18 de Novembro e Sarmento Barata

Desvio da obra da Ceará segue alagando, e solução está distante, em Porto Alegre Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Na chuvarada de segunda-feira, alagamento se repetiu Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Quem trabalha nas imediações da Rua 18 de Novembro, na zona norte de Porto Alegre, já está acostumado: toda vez que chove, um grande alagamento se forma na via, na esquina com a Rua Sarmento Barata. As ruas são usadas como desvio para a obra da Avenida Ceará, que estava prevista para a Copa de 2014 mas só deve ser concluída em setembro deste ano.

Leia mais
Em Viamão, construção de UBS e creche está parada há oito meses e atrasada em mais de um ano
Moradora de Eldorado do Sul espera há seis meses resposta do INSS sobre sua aposentadoria
Moradores de Canoas não conseguem fazer Cartão Saúde e ficam sem atendimento 

Um grande alagamento se formou no trecho nesta segunda-feira (25), quando houve grande volume de chuva em Porto Alegre. Na manhã desta terça, o alagamento diminuiu, mas segue no local. Os pedestres que passam pela região tem que cuidar para não levar um “banho” dos motoristas.

A Secretaria de Serviços Urbanos afirma que a rede pluvial que existe no local é insuficiente para dar vazão a toda a água que se acumula no local quando chove. Mesmo assim, não há previsão de obras de melhoria nas ruas. 

Um dos motivos é que, segundo a prefeitura, não há dinheiro em caixa para fazer as obras. O outro motivo alegado é que as vias não podem ser trancadas, já que servem como desvio para as obras da Avenida Ceará, e uma possível interrupção para consertos causaria ainda mais transtornos de trânsito no local.

pelas ruas
Na manhã desta terça-feira, alagamento continuava no localFoto: Bibiana Dihl / Agência RBS

Assim, toda vez que chove, equipes da Divisão de Manutenção de Águas Pluviais vão até o local e fazem a desobstrução da rede para aumentar a capacidade de funcionamento — as redes ficam obstruídas de tempos em tempos devido ao lixo. Além disso, é utilizada a rede cloacal para dar vazão à água, mas o serviço tem que ser feito de maneira pontual para não sobrecarregar a rede.

A obra da Ceará faria com que as vias fossem menos utilizadas. O serviço, que teve ordem de início assinada em dezembro de 2012, está 90% concluído. As obras foram retomadas em março deste ano e a previsão de conclusão é para setembro.

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros