Blitz do DG volta em ruas esburacadas de Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 

Infraestrutura05/09/2018 | 07h00Atualizada em 05/09/2018 | 07h00

Blitz do DG volta em ruas esburacadas de Porto Alegre

Diário Gaúcho percorreu pontos de grande circulação de veículos que são acompanhados desde julho. Há boas e más notícias

Blitz do DG volta em ruas esburacadas de Porto Alegre Carlos Macedo/Agencia RBS
Cratera na Avenida Bento Gonçalves já virou ponto de referência Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

No dia 27 de julho, após um período de chuvas intensas, o DG percorreu pontos de grande circulação da Capital. Elegeu quatro buracos que dificultavam a vida de motoristas e de quem circula de ônibus. Na semana seguinte, já com tempo firme, alguns haviam desaparecido sobre novas camadas de asfalto. Um mês depois, voltou a chover forte em Porto Alegre. E, claro, inúmeros buracos antigos (e novos também) surgiram em ruas e avenidas.

Agora, o sol voltou. E a previsão indica muito trabalho para a Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim). A reportagem voltou aos quatro locais que tinham problemas no final de julho. Há boas e más notícias, nas ruas e nas respostas da prefeitura.

Leia mais
Buraqueira dá trégua em vias da Capital. Em outras, situação segue
Estrada do Nazário: aqui, o desafio é trafegar

Na Bento Gonçalves

O buraco já virou ponto de referência para quem circula pela Avenida Bento Gonçalves, no sentido bairro-Centro, pouco metros antes do cruzamento com a Rua Vicente da Fontoura, no bairro Santana. Os dias de chuva desfizeram um remendo feito havia duas semanas e fizeram brotar novamente uma cavidade que costuma dar serviço para a borracharia em frente.

DG percorreu oficinas e borracharias das zonas norte, sul e leste para checar se o movimento de veículos estragados aumentou. Na foto, buraco em frente a borracharia da Avenida Bento Gonçalves
Em julho, situação na Bento era ainda piorFoto: Jeniffer Gularte / Agência RBS

– Domingo, fizemos 18 atendimentos de pneus rasgados. Um motoqueiro quase caiu da moto e bateu no poste! – contou o gerente do local, Leonardo Gomes.

RESPOSTA DA SMIM

“Foi realizada a conservação em pré-misturado a frio (PMF) em 22 de agosto. Com o término das chuvas, até o final desta semana, será conservado com concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ).” O revestimento a quente é mais duradouro do que o frio.

Na Carlos Barbosa

O fluxo de ônibus e carros na esquina da Avenida Carlos Barbosa e da Rua Clemente Pinto, no bairro Medianeira, é muito intenso. E a qualidade do asfalto é péssima: há uma mistura de ondulações fortes e buracos pequenos e médios. Quem vem em velocidade acima dos 50km/h, sente uma pancada no piso do carro. Aquele rombo grande no asfalto, visto no final de julho, segue tapado, mas outros surgiram. 

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 03/09/2018 - Buracos nas ruas de Porto Alegre. Avenida Dr. Carlos Barbosa. (FOTOGRAFO: CARLOS MACEDO / AGENCIA RBS)Indexador: Carlos Macedo
Cratera da Carlos Barbosa ganhou sinalização improvisadaFoto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Um, em especial, na Clemente Pinto, é tão grande que já ganhou uma sinalização improvisada com um pedaço de pau e um pneu velho.

RESPOSTA DA SMIM

“Foi realizada conservação com CBUQ no dia 30 de julho. Realizaremos nova vistoria, tendo em vista a existência de extravasamento de rede de esgoto no local.”

Na João Antônio da Silveira

Uma das principais vias que cruza o bairro Restinga está castigada. No seu trecho final da Estrada João Antônio da Silveira, após a numeração 5.000, o asfalto lembra o clássico desenho da Lua. São muito buracos, de todos os tamanhos. Remendos também existem, mas os feitos com aplicação a frio resistem pouco tempo, especialmente se o período for chuvoso. E pelas próximas duas semanas, os motoristas deverão ter muita atenção e paciência na região.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 03/09/2018 - Buracos nas ruas de Porto Alegre. Estrada João Antônio da Silveira. (FOTOGRAFO: CARLOS MACEDO / AGENCIA RBS)Indexador: Carlos Macedo
Via na Restinga lembra uma paisagem lunar Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

RESPOSTA DA SMIM

“Nos trechos entre a Estrada João de Oliveira Remião e Edgar Pires de Castro, vai entrar em programação em 15 dias.”

Na Oswaldo Rolla

A única boa notícia da blitz do DG está nesta via, atrás do Estádio Olímpico, no bairro Azenha. A conservação feita com concreto betuminoso usinado a quente, nos dois dias seguintes à primeira reportagem, ainda garante boa qualidade do asfalto. A prefeitura garante que fará uma nova vistoria na região durante o mês de setembro.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 03/09/2018 - Buracos nas ruas de Porto Alegre. Avenida Oswaldo Rolla. (FOTOGRAFO: CARLOS MACEDO / AGENCIA RBS)Indexador: Carlos Macedo
Conserto realizado e se mantendo na Oswaldo RollaFoto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Na Zona Norte, uma “homenagem” ao prefeito

Na Zona Norte, a buraqueira já virou motivo de ironias.  No cruzamento das avenidas Sarandi e General Raphael Zippin, bairro Sarandi, duas crateras foram pintadas com a palavra Marchezan.

Moradores deram nome do prefeito Marchezan a buracos em rua do bairro Sarandi. Foto: Eduardo Paganella/Rádio Gaúcha
Protesto no bairro SarandiFoto: Eduardo Paganella / Rádio Gaúcha

Cercadas por cavaletes, as deformações do asfalto estão presentes no trecho há pelo menos seis meses. Embora não saibam quem foi o responsável pelas pinturas, moradores relatam que elas foram feitas na semana passada.

– Dá medo, mas fazer o quê? Ou tu cai no buraco ou é atropelada – sentencia a prestadora de serviços gerais Raquel Quevedo, 54 anos.

Em nota enviada pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, o secretário Ramiro Rosário aponta para o “déficit de drenagem” da cidade. Ele afirma que seriam necessários pelo menos R$ 3 bilhões para que a “cidade tivesse sua estrutura de drenagem próxima ao ideal”.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros