Prefeitura deve abrir cinco das sete piscinas públicas da Capital durante o verão - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Para se refrescar29/11/2018 | 07h00Atualizada em 29/11/2018 | 07h00

Prefeitura deve abrir cinco das sete piscinas públicas da Capital durante o verão

Segundo a administração, cinco centros de comunidade devem abrir suas piscinas durante o verão. Em outros dois locais, as atividades estão paralisadas há alguns anos por problemas estruturais das piscinas

Prefeitura deve abrir cinco das sete piscinas públicas da Capital durante o verão Jefferson Botega / Agência RBS/Agência RBS
Piscina do Cegeb deu lugar a quadra de esportes Foto: Jefferson Botega / Agência RBS / Agência RBS

No dia 19 de dezembro, a prefeitura deve anunciar o cronograma completo de eventos para o verão de Porto Alegre. Uma das ações mais esperadas para a época é a abertura das piscinas públicas da cidade. A reportagem adiantou que isso ocorrerá no dia 5 de janeiro. Segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte (Smdse), das sete piscinas existentes, cinco devem abrir — mesmo número deste ano. 

Leia mais
Artesãos pedem limpeza de praça na zona sul de Porto Alegre
Shopping de Alvorada tem nova data para inaugurar
Pais protestam contra o fechamento de escola infantil do bairro Partenon

A expectativa é que cerca de 100 mil pessoas utilizem todos os espaços disponibilizados pela prefeitura durante o verão. Segundo a secretária da Smdse, Denise Ries Russo, os espaço destinados as práticas de lazer e esporte são variados.

— São 17 equipamentos esportivos na cidade, que incluem piscinas, ginásios, praças e quadras poliesportivas. Este ano, ainda teremos o acréscimo da nova orla do Guaíba.

A reportagem foi conferir como esta a situação em duas das sete piscinas públicas da Capital. No Centro de Comunidade George Black (Cegeb), no bairro Medianeira, a piscina não está mais em funcionamento e as raias de natação deram lugar a outro esporte. 

No bairro Cavalhada, o espaço do Centro da Comunidade Parque Madepinho (Cecopam) é um dos que deve abrir, segundo a pasta do desenvolvimento social e esporte. Servidores que trabalham no Cecopam contaram que equipes da prefeitura já vistoriam as condições da área.

Ansiedade

Piscina do Cecopam deve abrir, segundo a prefeituraFoto: Jefferson Botega / Agência RBS

O Cecopam oferece aulas de esportes como vôlei, futebol e futsal, além de ginástica, exercícios funcionais, entre outras atividades, todas gratuitas. No mesmo prédio, funcionam um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e um espaço com atividades para crianças, chamado de Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Além disso, o espaço também tem aulas do Projovem — projeto que que atende adolescentes de 15 a 18 anos para atividades no contraturno escolar. 

Aluno do Projovem, Adam Daniel Jardim Lopes, 18 anos, conta que o local se torna um ponto de encontro no verão. Ele e os amigos estão ansiosos para a abertura da piscina. Segundo o adolescente, muitos colegas e vizinhos acabam não tendo condições de ir ao litoral durante a época de férias escolares. Por isso, o espaço no Cecopam se torna a opção mais viável.

— É um espaço público muito usado pela comunidade. E é sempre bom se encontrar com os amigos aqui durante o verão — conta Adam.

Adam é frequentador do CecopamFoto: Jefferson Botega / Agência RBS

Gisele Aresi, coordenadora do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, que atende crianças dos 6 aos 15 anos, conta que muitos pequenos também aproveitam os dias quentes para se banhar na piscina. 

— Alguns moram aqui e tem a carteirinha do Cecopam. Mas algumas crianças aqui do projeto, que vem de mais longe, também podem participar — explica a coordenadora.

É o caso de Kauane, 11 anos, e Wesley, 12 anos, que tem atividades de contraturno no espaço de convivência, mas durante o verão também aproveitam a piscina. Os dois estão ansiosos para a abertura do espaço. No final do ano passado, a prefeitura chegou a dizer que não abriria a piscina do Cecopam na temporada 2018. O Diário Gaúcho acompanhou a história e, após protestos da comunidade, a administração pública mudou de ideia, abrindo o espaço no final de janeiro. O pequeno Wesley lembra do acontecido.

— Espero que esse ano abra na data certa — desabafa o guri. 

Raias deram lugar a quadras esportivas

No Cegeb, o espaço onde ficava a piscina foi transformado em duas quadras esportivas improvisadas. O chão foi pintado com as linhas brancas que representam os limites do espaço. Crianças também podem utilizar o local para recreação. Segundo a Smdse, a piscina não é mais utilizada para sua atividade fim há cerca de quatro anos. 

Além do espaço onde ficava a piscina, o Cegeb tem campo de futebol, salas de convivência, academia, brinquedoteca e espaço para prática de ioga e ginástica. Todas as aulas são gratuitas e abertas à comunidade.

Em se tratando da piscina que não recebe mais banhistas, a moradora da Vila Ascensão, no bairro Medianeira, Janaína Anacleto, 28 anos, acredita que o não funcionamento do ponto de lazer para os dias quentes faz falta à comunidade. A dona de casa recorda 

— Meus irmãos frequentavam aqui antigamente. Muita gente descia lá da Vila para cá. Infelizmente, é um local que não temos mais acesso.

A estudante Érica Soares, 18 anos, que tem aulas do Projovem no espaço do Cegeb, também sente falta de uma piscina pública no bairro. Ela conta durante o verão acaba tendo de ir até pontos distantes para encontrar um espaço do gênero.

— Por vezes, vamos até em parques pagos, já que não tem mais essa opção aqui — conta a jovem. 

Quadras improvisadas do Cegeb têm leve inclinaçãoFoto: Jefferson Bernardes / Agência RBS

Onde ficam as piscinas: 

As que abrirão no dia 5 de janeiro:
— Cecores: Avenida Nilo Wulff, s/n° - bairro Restinga
— Cecoflor: Rua Irene Capponi Santiago, 290 - bairro Cristo Redentor
— Cecopam:  Rua Arroio Grande, 50 - bairro Cavalhada
— Ceprima: Rua Camoati, 64 - bairro Santa Maria Goretti
— Cevi: Rua Papa Pio XII, 129-335 - Vila Ingá/Passo das Pedras

As que não vão abrir:
— Cegeb: Rua Coronel Neves, 555 - bairro Medianeira
— Cecove: Rua Paulo Gomes de Oliveira, 200 - bairro Sarandi

Como utilizar:

— Qualquer morador de Porto Alegre pode frequentar.
— É preciso ir a um dos Centros.
— Apresentar RG ou certidão de nascimento.
— E também ma foto 3x4.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros