Falta de guarita na praia de Quintão preocupa veranistas - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso17/01/2019 | 09h45

Falta de guarita na praia de Quintão preocupa veranistas

Secretário de Planejamento de Palmares do Sul afirma que, ainda nesta semana, será publicado o edital de licitação emergencial para a construção da guarita 214

Falta de guarita na praia de Quintão preocupa veranistas LeitorDG / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Estrutura, que já estava precária em 2017, veio abaixo Foto: LeitorDG / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Veranistas que passam a temporada mais esperada do ano na praia de Quintão, distrito de Palmares do Sul, questionam a falta de uma das guaritas de guarda-vidas. A cuidadora de idosos aposentada Maria Sonia Braga, 65 anos, moradora de Viamão que há mais de 10 anos frequenta a praia, relata que, desde o final de 2017, a guarita 214 não existe. 

Leia mais
Moradores de Cidreira enfrentam dificuldades no acesso à praia
Depois de matéria no Diário Gaúcho, menino com paralisia consegue cadeira adaptada Carros invadem espaço de ciclovia e calçada causando transtornos aos moradores, em Novo Hamburgo  

— Meu medo é acontecer algo com as crianças, pois as outras guaritas ficam longe — conta a aposentada. 

Em busca de respostas, Maria foi até a subprefeitura de Quintão, onde foi informada de que há um projeto para a construção de uma guarita de madeira, mas que não há previsão de quando sairá do papel. 

Insegurança 

Filha de Maria, a assistente contábil Sonia Mara Pereira, 29 anos, diz que, além da falta de proteção, a movimentação do local foi afetada, já que os novos veranistas passaram a ficar nas proximidades das guaritas 213 e 215. 

— A estrutura não estava em bom estado e caiu depois de um temporal. Logo, a prefeitura foi lá e retirou o material. Prometeram a construção de uma nova, mas não para esta temporada — explica a veranista. 

Segundo Sônia, os guarda-vidas circulam de uma guarita até a outra para fazer a ronda da área onde falta a 214: 

— Se a guarita estava ali, é porque era necessária. A principal preocupação é com a segurança, não podemos esperar por um salva-vidas se ele estiver longe durante um acidente. 

Veranistas registraram os destroços da guarita 214Foto: LeitorDG / Arquivo Pessoal

Proprietário de uma casa próxima de onde ficava guarita 214, o vendedor Jorge Moreira, 56 anos, conta que já cobrou o poder público com relação à reconstrução da estrutura. 

— Nós, moradores, pretendíamos fazer um mutirão para a colocação da guarita, mas isso não foi permitido pela prefeitura por causa do novo padrão — relembra Jorge, que veraneia há mais de 25 anos em Quintão. 

Licitação será publicada até amanhã

O secretário de Planejamento, Projetos e Meio Ambiente de Palmares do Sul, Manoel Jober Dias de Souza — que responde pelas demandas de Quintão — garante que, ainda nesta semana, será publicado o edital de licitação emergencial para a contratação de uma empresa que execute a construção da guarita. Segundo ele, na última licitação não houve construtoras interessadas. A prefeitura buscou parcerias com a iniciativa privada, mas também não houve interessados. 

— Assim que a empresa for contratada, a guarita fica pronta em menos de uma semana — afirma o secretário. 

De acordo com Jober, a guarita seguirá o novo modelo recomendado pelos guarda-vidas. 

Produção: Caroline Tidra

 Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso  


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros