Bagual Chefe: CTG de Venâncio Aires promove concurso de culinária  - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Disputa na cozinha15/04/2019 | 07h01Atualizada em 15/04/2019 | 07h01

Bagual Chefe: CTG de Venâncio Aires promove concurso de culinária 

Objetivo da ação é a integração entre os frequentadores. Cada inscrito terá de preparar uma janta para os membros do CTG

Bagual Chefe: CTG de Venâncio Aires promove concurso de culinária  Divulgação/Divulgação
Jorge foi o primeiro a mostrar seu talento, no dia 5 de abril Foto: Divulgação / Divulgação

Ao longo de 2019, os integrantes do CTG Chaleira Preta, de Venâncio Aires, vão exaltar um aspecto diferente da cultura gaúcha: a culinária. A entidade está promovendo o concurso Bagual Chefe, que escolherá o melhor cozinheiro do CTG. 

A dinâmica é a seguinte: cada um dos 15 participantes tem a missão de organizar um jantar no CTG. Ele deverá definir o cardápio, realizar as compras e fazer a divisão das despesas entre os integrantes que confirmarem presença. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

O preço máximo para cada pessoa deve ser de R$ 15. Cada cozinheiro pode definir uma equipe de ajudantes de até cinco pessoas para o dia de sua janta – que deve ser, é claro, bem bagual. Os jurados são profissionais da cidade ligados à gastronomia. A ideia de um concurso de culinária surgiu da vontade de integrar os membros do CTG, como explica a patroa, Kelen Dewes: 

– Nós fazemos ensaios semanais com as invernadas, principalmente nas sextas-feiras, quando todos estão no CTG. Eu queria uma forma de proporcionar para os integrantes e também os pais que levam seus filhos um momento para conversar, interagir. E a cozinha sempre aproxima as pessoas.

O CTG já havia realizado uma iniciativa semelhante anos atrás, e decidiu repetir a experiência, de forma ampliada e organizada. Em menos de 48 horas, todas as vagas disponibilizadas foram preenchidas. O primeiro jantar ocorreu em 5 de abril, e os eventos seguirão até dezembro. Até mesmo Kelen entrou na brincadeira.

– A aceitação foi excelente. A ideia não era que eu participasse, mas o pessoa insistiu, então também vou preparar uma comida boa – diz a patroa, que cozinhará em outubro.

Sucesso

O concurso começou com a janta preparada pelo empresário Jorge Fagundes, 34 anos. Ele preparou porco à paraguaia (recheado com queijo e mandioca) para nada menos do que 110 pessoas.

Leia também
Em 2019, Enart será também para os pequenos
Paixão pela dança também pode ser profissão: conheça o trabalho dos instrutores
Família de Gildo de Freitas quer ajuda dos fãs para celebrar centenário do artista

– Pretendia usar um porco, mas precisei de dois. Desossei e recheei. Como muitas pessoas compareceram, permitiram que eu chamasse mais pessoas para ajudar. Além de mim, sete pessoas cozinharam – conta o concorrente. 

Entre os que participaram da equipe de apoio, estão outros dois competidores do concurso. Jorge frequenta o CTG desde 2013, quando a filha Amanda, hoje com 11 anos, começou a dançar na invernada. Desde então, toda a família, formada ainda pela esposa Dejanira e pelo caçula Augusto, dois aninhos, vai ao local todas as sextas. 

– A melhor parte foi essa interação. Recebi muita ajuda, e pretendo ajudar em outras jantas, também. Fiquei surpreso e satisfeito com a repercussão – finaliza.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros