Buraco no Jardim Botânico segue aberto após sete meses  - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso18/06/2019 | 09h30Atualizada em 18/06/2019 | 09h30

Buraco no Jardim Botânico segue aberto após sete meses 

Prefeitura de Porto Alegre e CEEE empurram um para o outro a responsabilidade por deslocar poste que estaria impedindo obra no local

Buraco no Jardim Botânico segue aberto após sete meses  Eduardo Paganella / Agência RBS/Agência RBS
Cascalho foi jogado para tentar diminuir profundidade da cratera Foto: Eduardo Paganella / Agência RBS / Agência RBS

O buraco já virou parte do cenário. Alguns moradores passam e nem lembram a última vez em que o calçamento esteve completo no local. A cratera com mais de um metro de diâmetro e cerca de um metro de profundidade tornou-se um incômodo para quem passa pelo cruzamento entre as ruas Itaboraí e Serafim Terra, no bairro Jardim Botânico, na Capital

Leia mais
Falta de transporte escolar atrapalha rotina de alunos de Gravataí
Buracos dificultam locomoção de morador cadeirante, em Porto Alegre
Água começa a voltar às casas do Rincão da Madalena, em Gravataí, após 20 dias em falta  

Desde novembro do ano passado, a calçada cedeu no local. O motivo foi uma raiz de árvore, que afetou a tubulação pluvial. A árvore já foi removida, mas um poste impede que a prefeitura dê sequência à obra para fechar a abertura. 

A síndica do prédio localizado na esquina em que fica o buraco está preocupada com a situação. Josefina Dal’Aqua diz que a prefeitura foi procurada, chegou a consertá-lo, mas a primeira chuva provocou nova abertura. 

— Tinha uma árvore. Aí tiraram a árvore e veio a história da CEEE. Eles vieram e taparam, mas fizeram calçada superficial. Dois dias depois choveu, a calçada abriu de novo. E agora disseram que é coisa com a CEEE para tirar o poste. Se a CEEE não for, eles não podem fazer nada — diz ela. 

Lixo e mato

Outro morador da região, Eduardo Lima, reclama do lixo dentro do buraco. Caliças foram colocadas no vão. O mato começou a tomar conta da esquina, também. 

— Eles vieram e se abriu de novo. Uma vergonha isso aqui. Pode alguém cair, já que bastante gente do bairro passa caminhando por aqui. E fora o lixo dentro — disse. 

Buraco no cruzamento entre as ruas Itaboraí e Serafim Terra, no bairro Jardim Botânico, em Porto Alegre. Cratera
Mato cresceu no entorno do espaçoFoto: Eduardo Paganella / Agência RBS

Em março deste ano, GaúchaZH fez reportagem mostrando a situação e o incômodo dos moradores. Em maio, uma nova reportagem mostrou o impasse entre a CEEE e a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb). Na ocasião, já não havia confirmação de quando o problema seria solucionado. Mais de um mês depois, o buraco segue aberto. 

Impasse ainda seguirá sem solução 

A reportagem entrou em contato novamente com a SMSUrb para repercutir sobre o tema. A pasta disse que já informou a companhia de energia elétrica sobre a necessidade de retirada do poste para que intervenções sejam executadas. 

A CEEE Distribuição também foi procurada e informou que ainda aguarda um projeto a ser apresentado pela prefeitura para a remoção do poste. A Gerência Regional Metropolitana orientou a prefeitura de Porto Alegre que, nesses casos, “a responsabilidade pela troca do local da estrutura fica a cargo do cliente, que deve fazer um projeto e apresentar à concessionária. Aprovado este projeto, ele deve ser executado às expensas do solicitante por alguém contratado por ele”. A CEEE Distribuição acompanha o serviço e é responsável pelo desligamento para que o trabalho possa ser feito. 

Nenhuma das duas partes deu prazos para a solução do impasse.

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros