Policiais de Alvorada levam alimentos para família que pediu doações no Diário Gaúcho - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Solidariedade24/06/2019 | 18h21Atualizada em 24/06/2019 | 18h22

Policiais de Alvorada levam alimentos para família que pediu doações no Diário Gaúcho

Pedido de Ester Vilas Novas foi publicado na seção Meu Sonho É na sexta-feira, dia 21

Policiais de Alvorada levam alimentos para família que pediu doações no Diário Gaúcho Omar Freitas/Agencia RBS
Família garantiu alimentos para os próximos dias e, agora, sonha em voltar para a cidade de Adêmio Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

O almoço servido na casa da família de Ester Vilas Nova, 34 anos, ganhou um tempero a mais. Não um tempero que interfere no sabor da comida, mas um que aquece o coração: a solidariedade. Moradora de um pequeno casebre nos fundos da casa de seu pai, no bairro Jardim Aparecida, em Alvorada, a dona de casa tem passado dificuldades. A casa tem um quarto, onde dormem ela, o marido, o operador de produção desempregado Adêmio Afonso Kich, 43 anos, e o casal de filhos Luiz Felipe, dois anos, e Lice Vitória, seis anos. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

A sala comporta uma pequena mesa e um sofá desgastado pelo tempo de uso. A cozinha ocupa o espaço no corredor de entrada da residência, onde fica um pequeno armário, que estava praticamente vazio até o final da semana passada. Isso porque, depois de enviar um pedido de ajuda para a seção Meu Sonho É, do Diário Gaúcho, Ester recebeu a ajuda de agentes da Brigada Militar de Alvorada. A mensagem foi publicada na edição de sexta-feira, mesma data em que os policiais entraram em contato com a família. 

— Não esperava que fosse a polícia quem iria ajudar. Foi uma sensação incrível receber esta ajuda, num momento em que a gente está precisando tanto — recorda a dona de casa.

Recepção

Quando os agentes chegaram na localidade, a rua ficou movimentada. Em uma área humilde, com parte da população em situação de vulnerabilidade social, a presença de policiais costuma vir acompanhada de alguma notícia preocupante. Não desta vez:

— A vizinhança até se assustou com os policiais, mas ficamos muito felizes quando vimos que era em razão do pedido publicado no Diário.

família recebe ajuda após pedido publicado no Diário Gaúcho, Alvorada, bairro Jardim Aparecida, Ester Vilas Nova é quem recebeu as doações
Doações foram entregues na sexta-feira, dia 21Foto: Dalvani Albarello / Arquivo Pessoal

Além de fortalecer o cardápio do almoço — que já teve o acréscimo de feijão durante o final de semana e de massa no meio-dia desta segunda-feira (24) — a comida doada pelos policiais ajudará a família a ter mais de uma refeição por dia. 

— Está bem complicado, tem dias que mando a Lice para o colégio sem nem ter um café da manhã. Por isso, a ajuda veio em um ótimo momento — agradece Ester.

Sonho é voltar pra casa

Apesar de ter nascido em Alvorada, Ester quer se mudar para Itapiranga, em Santa Catarina. É lá que vive a família do marido, Adêmio. O sogro de Ester, inclusive, já cedeu uma casa para que a família viva no local. No espaço, a dona de casa conta que poderá criar alguns animais. Em razão da obesidade, Ester relata que tem dificuldade em buscar emprego. Até 2016, a família vivia em Santa Catarina. Entretanto, a alvoradense resolveu voltar à terra natal para cuidar da mãe, que estava com problemas de saúde e veio a falecer naquele ano. 

Leia também
Saiba como ajudar iniciativas que atendem pessoas em situação de rua
ONG da Restinga oferece aulas de corte e costura para mulheres
Lutadora que fez vaquinha para ir a campeonato mundial embarca para a Tailândia
Leitora do Diário Gaúcho ganha máquina de costura após ter seu sonho publicado

Desde então, Ester e o marido, que passou por uma cirurgia no coração, tentam se organizar para voltar ao município catarinense. Adêmio recebeu auxílio-doença até o fim do ano passado. Entretanto, no início de 2019, o benefício não foi renovado. Ele ainda sofre com muitas dores e possui uma longa cicatriz por conta da operação. Sem conseguir emprego, vive de bicos. 

— Nosso sonho é conseguir ajuda para voltar para Itapiranga. Não temos quase nada para levar, somente as roupas. Lá, vamos precisar arrumar um pouco a casa que meu pai deu. Por isso, ficamos muito felizes com a solidariedade de quem nos ajuda — conta Adêmio, que aguarda o resultado de um processo judicial para requerer novamente o auxílio-doença.

Iniciativa partiu dos policiais

Soldado da BM de Alvorada, Dalvani Albarello relata que logo que leram a mensagem no jornal, ele, o 1º sargento Rodrigo Domingues dos Santos e o 2° sargento José Antônio Fontela Pires resolveram ajudar. 

— Nos deslocamos até um comércio local e compramos duas cestas básicas, que levamos até o domicílio de Ester. Creio que a solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana — conta Dalvani.

Para o comandante do 24°BPM de Alvorada, major Jefferson Marques de Melo, "são atitudes como estas que nos fazem acreditar na bondade do ser humano". Conforme o soldado Albarello, o ato não é primeiro dos agentes do batalhão de Alvorada. No mês passado, os policiais entregaram 25 cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade e de baixa renda do bairro Nova Americana.

— A iniciativa partiu dos policiais, que diariamente atendem ocorrências nestas áreas de risco e deparam com pessoas nas mais diversas situações. Buscamos parcerias no comércio local e arrecadamos 300kg de alimentos não perecíveis — explica o soldado.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros