Creche Vó Maria, em Canoas, precisa de doações de leite - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso19/08/2019 | 09h45

Creche Vó Maria, em Canoas, precisa de doações de leite

Mais de 100 litros do alimento são utilizados diariamente pela gurizada que é atendida pela instituição

Creche Vó Maria, em Canoas, precisa de doações de leite Arquivo Pessoal/Creche Vó Maria
Escolinha atende 350 criança Foto: Arquivo Pessoal / Creche Vó Maria

A Escola de Educação Infantil Vó Maria, na Vila Santo Operário, em Canoas, necessita de doações de leite para alimentar as cerca de 350 crianças que frequentam a instituição. Ao todo, mais de 100 litros do alimento são utilizados diariamente pela gurizada que é atendida pela creche. Sendo assim, a Vó Maria necessita da solidariedade da comunidade para garantir a alimentação dos pequenos. 

LEIA MAIS
Porto Alegre: imposto pago por engano não tem previsão de reembolso
Corrente solidária se forma para a reconstrução da casa da família Moraes
Porto Alegre: biblioteca no condomínio Princesa Isabel vai se tornar realidade 

— O leite é o mais importante, é o nosso carro-chefe. O consumo é contínuo. Assim que as doações vão chegando, vão sendo utilizadas. Agora, no inverno, aumenta (o consumo). Por isso, fomos obrigados a fazer a campanha — relata o diretor da entidade, o administrador José Mauro dos Santos, 68 anos, que está no cargo há 15 anos. 

Ativa na comunidade de Canoas há quatro décadas, a Vó Maria precisa constantemente de doações. A instituição é mantida por uma associação beneficente sem fins lucrativos. Doações diversas são bem-vindas. 

Solidariedade 

A entidade atende crianças de zero a seis anos na creche, que também fornece aulas de balé, orientação nutricional, acompanhamento psicológico, reforço escolar e empréstimo de cadeiras de rodas, camas hospitalares e muletas. Além disso, a equipe da Vó Maria também oferece sopa para pessoas em situação de vulnerabilidade social toda quinta-feira. 

A história da creche está completamente ligada aos doadores que ajudam a manter a instituição. Desde sua fundação, em 1981, quando começou atendendo 18 crianças, os colaboradores da comunidade sempre foram decisivos para o crescimento da creche. Reformas, construção de novos espaços, criação de sala de informática, até a revitalização da cozinha e do refeitório, em 2017 — toda a evolução da creche se deu pelos seus doadores. 

— O relacionamento com pais e alunos é muito bom. Temos crianças que cresceram, viraram adultos e os fi lhos deles frequentam a escola. É muito gratificante — relata o diretor, que é voluntário da Vó Maria desde seu início. 

Gerações passaram pela entidade 

A recepcionista da creche, Carmen Teresinha dos Santos Fontoura, 53 anos, moradora do bairro Santo Operário, tem uma história com a Vó Maria. Hoje ela tem dois netos, de oito e nove anos, que frequentam a escolinha no turno inverso do Ensino Fundamental, para fazerem reforço escolar. O mais velho frequentou a creche até entrar no 1º ano do Fundamental. Além disso, a fi lha mais nova de Carmen, Tatiana dos Santos Fontoura, 18 anos, também estudou na escolinha quando criança. E não para por aí. Hoje, a recepcionista participa como voluntária de ações da creche, como os sopões. 

recepcionista Carmen Teresinha dos Santos Fontoura, 53 anos, moradora do bairro Santo Operário, creche vó maria, spn de ajuda, seu problema é nosso, canoas, boneco
Carmen Teresinha fala da trajetória dela com a crecheFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

— A Vó Maria é muito importante. A assistência social, os sopões, o auxílio com camas hospitalares. Meu neto teve um ensino maravilhoso, saiu daqui já sabendo ler e escrever. Os profissionais são muito cuidadosos. E no reforço escolar, é uma ajuda. Se ele não estivesse aqui na creche, fi caria sozinho em casa — conta Carmen. 

COMO AJUDAR 

/// Depósitos em dinheiro nas contas: Banrisul, agência 0165, conta 06018825-02; Banco do Brasil, agência 0479-0, conta 78183-5, e Bradesco, agência 1476, conta 8017-9.

/// Doação de leite, alimentos, roupas, calçados, móveis, eletrodomésticos, brinquedos: WhatsApp (51) 3466-6155. A entidade dispõe de motoboy para buscar os donativos. 

/// Mais informações no fone (51) 3075-8550 ou pelo e-mail doacoes@vomaria.org.br

Produção: Ásafe Bueno

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros