EGR dá novo prazo para conclusão de viaduto da RS-040 - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Em obras29/08/2019 | 05h00Atualizada em 29/08/2019 | 05h00

EGR dá novo prazo para conclusão de viaduto da RS-040

Responsável pela pista, EGR explica que o sentido Litoral/Capital da construção já foi concluído. Atualmente, rotina tem sido de congestionamentos nos desvios da pista

EGR dá novo prazo para conclusão de viaduto da RS-040 Fernando Gomes / Agência RBS/Agência RBS
Atualmente, desvios no trânsito se acumulam na região Foto: Fernando Gomes / Agência RBS / Agência RBS

Se cumprida a promessa da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), quem circula pelo trecho da RS-040 em Viamão vai ganhar um presente de Natal. Trata-se da inauguração do viaduto que pretende acabar com a tranqueira gerada pelo cruzamento da rodovia com outra pista estadual, a RS-118. O prazo inicial para conclusão dos trabalhos era o mês passado, conforme a EGR informou ao Diário Gaúcho em reportagem publicada no início de junho. Entretanto, o excesso de chuvas no primeiros semestre ocasionou "um reajuste no cronograma", conforme nota da EGR.

Leia mais
Obras de viaduto da RS-040 sobre a RS-118 esvaziam clientela de comércios do entorno
Após retirada de passarela para obras, alunos se arriscam na travessia da RS-118
Número de acidentes com morte na RS-020 cresceu 36% no primeiro semestre

Atualmente, um dos trechos do viaduto está concluído. É a pista que fica no sentido Litoral/Capital. Mas, olhando o canteiro de obras, a entrega ainda parece algo distante. Trafegar pela região exige cuidado redobrado não só de motoristas, mas também de pedestres. O excesso de desvios pela zona urbana de Viamão mistura o trânsito da rodovia com o de ruas do Centro, causando congestionamentos em horários de pico. 

A reportagem circulou por Viamão na terça-feira e presenciou um dos problemas gerados pelos desvios por ruas não preparadas para o tráfego de grandes veículos. Como as pistas têm menor dimensão, alguns caminhões têm dificuldade para manobrar. Perto do meio-dia, foram mais de cinco minutos para percorrer um trecho inferior a um quilômetro, depois que uma carreta precisou parar sobre a pista no trecho urbano e manobrar. 

A EGR diz que as alterações no tráfego são realizadas conforme o andamento das etapas de construção. Estas mudanças são solicitadas pela empresa à prefeitura de Viamão.

Consequências

Para quem não é morador da região, a sinalização fica complicada. É difícil entender as direções a serem seguidas e, para os pedestres, fazer a travessia da via. Já quem vive em Viamão aprendeu a lidar com as consequências da construção do viaduto. É o caso do motorista aposentado Manoel Fraga da Rocha, 73 anos. Ele passa pelo desvios da obra cerca de três vezes por dia.

— Acho que tem trancado menos, o pessoal já está acostumando com o caminho. Ao menos, o transtorno é por uma boa razão — pondera Manoel.

Moradora da zona rural de Viamão, a estudante de processos gerenciais Andreara Dias, 35 anos, acredita que, quando concluída, a remodelação do cruzamento da RS-118 com a RS-040 vai melhorar a vida de quem precisa trafegar pelo local diariamente.

— Vai diminuir a tranqueira que tem no verão. Tem parentes que deixam de nos visitar para evitar o trânsito dos finais de semana aqui. Com o viaduto, acredito que isso será amenizado.

Comerciantes ainda se dividem

 VIAMÃO- RS- BRASIL- 27/08/2019- Obras do viaduto da RS 040 e RS118 estão atrasadas  causando transtornos aos comerciantes e usuários.  Nair Copatti Paulino tem uma floricultura na RS 040, reclama do atraso das obras.  FOTO FERNANDO GOMES/ ZERO HORA.
Nair sentiu melhora no movimentoFoto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Há quase três meses, quando o Diário esteve no local, comerciantes vizinhos do canteiro de obras reclamavam do isolamento causado pelos desvios. Agora, a situação mudou para alguns. Dona de uma floricultura, Nair Copatti Paulino, 50 anos, estava com o negócio ameaçado. Entretanto, com a reabertura de um trecho no sentido Litoral/Capital que passa na frente de seu comércio, clientes voltaram a aparecer.

— As pessoas não querem fazer sacrifício para comprar flor. Estava muito complicado chegar aqui por causa da obra. Melhorou uns 20% já, mas espero que terminem logo — deseja ela.

Enquanto os caminhos se abriram para Nair, do outro lado da cratera onde foram instaladas galerias que passam sob a pista, no sentido Capital/Litoral, a comerciante Fabiane Meireles, 33 anos, lamenta o fechamento da pista provisória que ainda trazia alguns clientes para o endereço.

— Está deserto, porque não tem mais como cruzar por aqui, então ninguém entra nesse acesso local. Achei que não tinha como piorar — lamenta Fabiane.

Nos espaços que ficam ao lado do paredão erguido para fazer a junção da pista ao viaduto, placas de imobiliárias oferecendo aluguel se acumulam nas fachadas.

Mais sobre a obras

 VIAMÃO- RS- BRASIL- 27/08/2019- Obras do viaduto da RS 040 e RS118 estão atrasadas  causando transtornos aos comerciantes e usuários.   FOTO FERNANDO GOMES/ ZERO HORA.
Alguns dos desvios passam por dentro do canteiro de obrasFoto: Fernando Gomes / Agencia RBS

/// A ordem de início da obra foi dada em junho de 2018, com previsão de conclusão para metade deste ano.

/// O excesso de chuvas interrompeu os trabalhos e o cronograma foi refeito, com entrega prevista para o final de dezembro.

/// O viaduto terá pista dupla e 500 metros de extensão.

/// Um dos lados do viaduto, sentido Litoral/Porto Alegre, já foi totalmente concluído. Atualmente, trabalha-se no segundo lado, onde já foram concluídos os pilares e agora serão feitas as vigas e, posteriormente, as lajes. 

/// Também estão em execução os encontros — junção da pista com a elevada — em ambos os lados e o muro de contenção da rua lateral. Quando o muro ficar pronto, o tráfego será desviado para uma rua lateral. 

/// O investimento total é de cerca de R$ 20 milhões, dos quais 60% já foram aplicados na obra.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros