Projeto da Brigada Militar de Alvorada distribui duas toneladas de alimentos em dois meses - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Solidariedade02/08/2019 | 05h00Atualizada em 02/08/2019 | 05h00

Projeto da Brigada Militar de Alvorada distribui duas toneladas de alimentos em dois meses

Iniciativa ganhou novos parceiros após divulgação em reportagem do Diário Gaúcho

Projeto da Brigada Militar de Alvorada distribui duas toneladas de alimentos em dois meses Isadora Neumann/Agencia RBS
Família de Dieslin ganhou cestas básicas e fraldas Foto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Um viatura da Brigada Militar carrega quatro policiais. As luzes vermelhas da sirene despertam curiosidade enquanto o carro circula pelas ruas de Alvorada, na Região Metropolitana. Os policiais entra em algumas estradas de terra até chegar a um beco. Desembarcam do carro e partem em direção a uma casa. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

Até aqui, a narração se assemelha a apenas mais um dia comum na rotina das ações policiais. Porém, do interior da residência surge uma mulher com uma criança no colo, enquanto outros dois pequenos correm pelo pátio. Do porta-malas da viatura estacionada no beco enlameado, os agentes tiram três cestas básicas e alguns pacotes de fraldas. Os vizinhos do bairro Tijuca, que viam a situação com desconfiança pelas janelas próximas, esboçam um sorriso. Alguns já conhecem os agentes pelas postagens que tem viralizado nas redes sociais: são policiais do 24º Batalhão de Polícia Militar (BPM) da cidade. 

Há dois meses, três agentes resolveram, por conta própria, comprar cestas básicas. A ideia era distribuir os alimentos em comunidades onde antes eles entravam apenas para atender ocorrências. Em uma das ações, os brigadianos atenderam ao pedido de uma leitora do Diário Gaúcho que escreveu para a seção Meu Sonho É. No dia 24 de junho, o DG mostrou a felicidade de Ester Vilas Nova, 34 anos, e sua família, ao receber os donativos. 

 ALVORADA, RS, BRASIL, 01/8/2019: Aompanhamos policiais durante a entrega de algumas cestas básicas.Indexador: ISADORA NEUMANN
Policiais buscam doações e levam até os moradores que solicitam ajudaFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Com a repercussão, responsáveis pela Opinião Produtora, que administra o Bar Opinião, em Porto Alegre, resolveram adotar o projeto. Nos eventos organizados pela empresa são arrecadados alimentos por meio da modalidade “ingresso solidário”. Agora, parte deles está sendo direcionada ao projeto criado na BM. 

Receptividade

Além de comida, a polícia também recebe roupas. Atualmente, já são oito policiais envolvidos na ação. 

Leia também
Policiais de Alvorada levam alimentos para família que pediu doações no Diário Gaúcho
Bailarinas da periferia de Alvorada se unem para realizar festa de debutantes
ONG Flamenguinho da Pedreira, de Esteio, busca parcerias para ampliar atendimentos

O soldado Dalvani Albarello, 38 anos, relata que, depois da parceria e de outras doações que também seguem sendo recebidas de comerciantes e moradores de Alvorada, já foram entregues mais de duas toneladas de alimentos nos primeiros dois meses de existência da ação.

Para o comandante do 24º BPM, major Jefferson Marques de Melo, o trabalho feito pelos policiais ajuda a mudar a imagem da polícia como um órgão de repressão, e mostra um valor importante para a corporação,:“ser uma polícia cidadã”.

– Como nós costumamos ter muitas ações nestas áreas, a chegada de uma viatura tendia a intimidar os próprios moradores, o que não é o nosso objetivo – garante o comandante. 

 ALVORADA, RS, BRASIL, 01/8/2019: Aompanhamos policiais durante a entrega de algumas cestas básicas.Indexador: ISADORA NEUMANN
Policiais relatam que são bem recebidos nos bairrosFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

O capitão Juliano Marques Araújo, 34 anos, relata que os policias tem sentido melhora na receptividade:

– Agora, percebemos que, quando a viatura chega, os moradores se aproximam, sentem confiança. Além disso, temos notado que essa aproximação com a comunidade tem ajudado na redução de casos de criminalidade. Esse projeto traduz a razão da nossa existência, que é servir e proteger, ser a força da comunidade.

Satisfação de quem recebe

Além de mutirões maiores em bairros, os policiais fazem entregas pontuais de pedidos feitos por meio de um número de WhatsApp da corporação. Foi uma destas ações que o Diário acompanhou. A família do bairro Tijuca citada no início da reportagem, que recebeu três cestas básicas e vários pacotes de fraldas, também pediu auxílio pela internet. 

A dona de casa Dieslin Rosa Nascimento, 19 anos, vive numa pequena casa com os três filhos e uma irmã. Logo que os policiais chegaram, um dos pequenos, Richard Daniel, dois anos, correu para receber as fraldas, que serão usadas por ele e a irmã Claudia Rafael, dois meses. Além dos dois, Christofer Gabriel, cinco anos, também mora na casa.

 ALVORADA, RS, BRASIL, 01/8/2019: Aompanhamos policiais durante a entrega de algumas cestas básicas.Indexador: ISADORA NEUMANN
Na casa de Dieslin, doações foram entregues nesta quinta-feira (1º)Foto: Isadora Neumann / Agencia RBS

– Surpreende a Brigada vindo nos ajudar, porque a gente pode ter uma visão diferente da polícia. Eu achei muito bom o projeto. Vamos conseguir passar um bom tempo com essa ajuda que nos trouxeram.

Na quinta-feira (1º), a corporação ainda fez a doação de mais três cestas básicas em outra comunidade, no bairro Maria Regina. A família de Letícia Farias da Silva, 27 anos, foi beneficiada. Ela mora com as filhos Iris, oito anos, Taylor, seis anos, e Tayla, dois.

– Acompanhei outras entregas deles pelas redes sociais e também pedi auxílio. Fiquei muito feliz por ter sido atendida – comemora Letícia.

Como ajudar

/// Pessoas ou entidades interessadas em participar da ação podem entrar em contato com o 24º BPM pelo WhatsApp. O contato é pelo número (51) 99121-8249.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros